Região

14 nov 20 | 10h13 Por Jocimar Soares

Direção do Hospital Oswaldo Cruz, de Arabutã, se manifesta sobre interdição parcial

Conforme a direção da unidade hospitalar, a suspensão é para as cirurgias eletivas.

Direção do Hospital Oswaldo Cruz, de Arabutã, se manifesta sobre interdição parcial
Imprimir

A direção do Hospital Oswaldo Cruz, de Arabutã, se manifestou na manhã deste sábado, dia 14, sobre a interdição do bloco cirúrgico, ocorrido nesta semana, conforme já informado pela Rádio Aliança na manhã da última quarta-feira, dia 11, a Vigilância Sanitária, vinculada a Gerência Regional de Saúde, havia interditado esse bloco cirúrgico por inconformidades encontradas na Central de Material de Esterilização, conhecido como CME. Essas inconformidades não foram detalhadas.


Desde então, o hospital Oswaldo Cruz passou ater um prazo dias para se adequar às normativas da Anvisa.


Diferente do que foi publicado anteriormente, o hospital poderá realizar cirurgias de urgência e emergência e que essa medida cautelar de suspensão se aplica somente aos procedimentos eletivos.


NOTA OFICIAL


O Hospital Osvaldo Cruz é um hospital privado, mas de cunho comunitário e vem há 60 (sessenta) anos prestando atendimentos na área da saúde pública, atendendo tanto o Sistema Único de Saúde (SUS) e outros convênios do município de Arabutã (SC) quanto de municípios vizinhos, sem distinção de nacionalidade, raça, credo, opinião política ou qualquer outra situação.


Não há excesso em rememorar que o Hospital Osvaldo Cruz vem passando por constantes processos de melhorias e de ampliações, isso tudo com enfoque em melhor atender de forma humanizada a população municipal e regional.


A entidade além de buscar o incremento do atendimento humanizado tem também investido no atendimento clínico e cirúrgico não poupando recursos financeiros na área física bem como na área de recursos humanos, contratando equipe de enfermagem treinada e experiente e buscado trazer profissionais médicos renomados, da região, para atender nas dependências do hospital, tanto na área da clínica médica quanto na cirurgia geral e ortopedia.


Em resposta ao que tem sido veiculado na imprensa, nas últimas horas, a Administração do Hospital Osvaldo Cruz de Arabutã vem prestar esclarecimentos a respeito da interdição do Centro Cirúrgico. 


Na data de 10 de novembro de 2020, por volta das 8:30 horas da manhã a entidade hospitalar recebeu a visita da equipe da Vigilância Sanitária. Os Analistas determinaram, por medida cautelar a suspenção dos procedimentos cirúrgicos eletivos na entidade hospitalar após entenderem da necessidade de adequar a sala de esterilização mediante aquisição de equipamentos. Outros apontamentos deverão ser comunicados ao hospital nas próximas horas através de laudo técnico, porém, as demais atividades bem como as cirurgias de urgência e emergência continuarão a ser executadas normalmente.


É necessário esclarecer que as fiscalizações são rotineiras e fomentadas pelo próprio hospital, em atenção ao princípio motriz de constância de melhoramentos, de modo que é absolutamente natural a observância de uma ou outra inconsistência sanável e que, a direção da Entidade Hospitalar Osvaldo Cruz não se furtará a seguir as orientações/determinações a serem fornecidas pela equipe visitante através do Laudo técnico a ser apresentado e tão logo o Hospital ao receber iniciará as mudanças e a compra dos equipamentos que sejam solicitados através do parecer.


A administração da entidade Hospitalar entende como importante a relação continuada com o Departamento de Vigilância Sanitária, que é efetivamente o guardião da saúde da população e certamente irá contribuir de forma positiva para a melhoria dos atendimentos, bem como para minimizar os riscos relacionados, inerentes, a cada procedimento. 


Assim, desta forma, fica aqui estabelecido um compromisso da Assistência Hospitalar Osvaldo Cruz com o Sistema Público de Atenção à Saúde no município de Arabutã (SC) e a continuidade da prestação de atendimento humanizado e de qualidade a toda a população. 


Ainda, reitera-se a atenção à preservação da integridade de seus colaboradores e o alto grau de responsabilidade e de segurança com seus pacientes, acompanhantes e associados, haja visto que nos últimos anos a Entidade tem buscado a otimização dos atendimentos tanto do ponto de vista quantitativo (aumento de atendimentos e procedimentos) quanto qualitativos (resolutividade sem nenhum caso de infecção pós operatória).


O Hospital Osvaldo Cruz permanece à disposição da população, das autoridades municipais e estaduais para os esclarecimentos necessários.


Quem assina a nota é a diretora do Hospital Oswaldo Cruz, Enelize Baller.


 

14 nov 20 | 10h13 Por Jocimar Soares

Direção do Hospital Oswaldo Cruz, de Arabutã, se manifesta sobre interdição parcial

Conforme a direção da unidade hospitalar, a suspensão é para as cirurgias eletivas.

Direção do Hospital Oswaldo Cruz, de Arabutã, se manifesta sobre interdição parcial

A direção do Hospital Oswaldo Cruz, de Arabutã, se manifestou na manhã deste sábado, dia 14, sobre a interdição do bloco cirúrgico, ocorrido nesta semana, conforme já informado pela Rádio Aliança na manhã da última quarta-feira, dia 11, a Vigilância Sanitária, vinculada a Gerência Regional de Saúde, havia interditado esse bloco cirúrgico por inconformidades encontradas na Central de Material de Esterilização, conhecido como CME. Essas inconformidades não foram detalhadas.


Desde então, o hospital Oswaldo Cruz passou ater um prazo dias para se adequar às normativas da Anvisa.


Diferente do que foi publicado anteriormente, o hospital poderá realizar cirurgias de urgência e emergência e que essa medida cautelar de suspensão se aplica somente aos procedimentos eletivos.


NOTA OFICIAL


O Hospital Osvaldo Cruz é um hospital privado, mas de cunho comunitário e vem há 60 (sessenta) anos prestando atendimentos na área da saúde pública, atendendo tanto o Sistema Único de Saúde (SUS) e outros convênios do município de Arabutã (SC) quanto de municípios vizinhos, sem distinção de nacionalidade, raça, credo, opinião política ou qualquer outra situação.


Não há excesso em rememorar que o Hospital Osvaldo Cruz vem passando por constantes processos de melhorias e de ampliações, isso tudo com enfoque em melhor atender de forma humanizada a população municipal e regional.


A entidade além de buscar o incremento do atendimento humanizado tem também investido no atendimento clínico e cirúrgico não poupando recursos financeiros na área física bem como na área de recursos humanos, contratando equipe de enfermagem treinada e experiente e buscado trazer profissionais médicos renomados, da região, para atender nas dependências do hospital, tanto na área da clínica médica quanto na cirurgia geral e ortopedia.


Em resposta ao que tem sido veiculado na imprensa, nas últimas horas, a Administração do Hospital Osvaldo Cruz de Arabutã vem prestar esclarecimentos a respeito da interdição do Centro Cirúrgico. 


Na data de 10 de novembro de 2020, por volta das 8:30 horas da manhã a entidade hospitalar recebeu a visita da equipe da Vigilância Sanitária. Os Analistas determinaram, por medida cautelar a suspenção dos procedimentos cirúrgicos eletivos na entidade hospitalar após entenderem da necessidade de adequar a sala de esterilização mediante aquisição de equipamentos. Outros apontamentos deverão ser comunicados ao hospital nas próximas horas através de laudo técnico, porém, as demais atividades bem como as cirurgias de urgência e emergência continuarão a ser executadas normalmente.


É necessário esclarecer que as fiscalizações são rotineiras e fomentadas pelo próprio hospital, em atenção ao princípio motriz de constância de melhoramentos, de modo que é absolutamente natural a observância de uma ou outra inconsistência sanável e que, a direção da Entidade Hospitalar Osvaldo Cruz não se furtará a seguir as orientações/determinações a serem fornecidas pela equipe visitante através do Laudo técnico a ser apresentado e tão logo o Hospital ao receber iniciará as mudanças e a compra dos equipamentos que sejam solicitados através do parecer.


A administração da entidade Hospitalar entende como importante a relação continuada com o Departamento de Vigilância Sanitária, que é efetivamente o guardião da saúde da população e certamente irá contribuir de forma positiva para a melhoria dos atendimentos, bem como para minimizar os riscos relacionados, inerentes, a cada procedimento. 


Assim, desta forma, fica aqui estabelecido um compromisso da Assistência Hospitalar Osvaldo Cruz com o Sistema Público de Atenção à Saúde no município de Arabutã (SC) e a continuidade da prestação de atendimento humanizado e de qualidade a toda a população. 


Ainda, reitera-se a atenção à preservação da integridade de seus colaboradores e o alto grau de responsabilidade e de segurança com seus pacientes, acompanhantes e associados, haja visto que nos últimos anos a Entidade tem buscado a otimização dos atendimentos tanto do ponto de vista quantitativo (aumento de atendimentos e procedimentos) quanto qualitativos (resolutividade sem nenhum caso de infecção pós operatória).


O Hospital Osvaldo Cruz permanece à disposição da população, das autoridades municipais e estaduais para os esclarecimentos necessários.


Quem assina a nota é a diretora do Hospital Oswaldo Cruz, Enelize Baller.