Região

04 dez 19 | 20h37 Por Jocimar Soares

Aumenta o número de cidades da Amauc que podem ser extintas caso PEC seja aprovada em Brasília

Estudo da Confederação Nacional dos Municípios concluí que agora são nove cidades que poderão deixar de existir. Antes, eram quatro.

Aumenta o número de cidades da Amauc que podem ser extintas caso PEC seja aprovada em Brasília
Imprimir

Um novo levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios aumenta de quatro para nove o número de cidades do Alto Uruguai de Santa Catarina que poderão ser extintas ou reanexadas a outras cidades maiores com a proposta do novo Pacto Federativo. O levantamento da CNM foi divulgado na tarde da quarta-feira, dia 4. Com isso, além de Lindóia do Sul, Peritiba, Presidente Castello Branco e Jaborá, passam a integrar essa lista de passíveis de extinção as cidades de Alto Bela Vista, Arabutã, Ipira, Piratuba e Xavantina.


Em Santa Catarina, conforme esse novo levantamento da entidade municipalista, o número de cidades que podem deixar de existir passa de 39 para 104.


Conforme já informado pela Rádio Aliança, o objetivo do Novo Pacto Federativo é de unir os municípios com menos de cinco mil habitantes e receita própria abaixo de 10% do total dos cofres.


A Proposta de Emenda Constitucional do Pacto Federativo, que delibera sobre essa exclusão de municípios que estejam dentro dos critérios foi enviada pelo governo ao Congresso Nacional no mês passado.


04 dez 19 | 20h37 Por Jocimar Soares

Aumenta o número de cidades da Amauc que podem ser extintas caso PEC seja aprovada em Brasília

Estudo da Confederação Nacional dos Municípios concluí que agora são nove cidades que poderão deixar de existir. Antes, eram quatro.

Aumenta o número de cidades da Amauc que podem ser extintas caso PEC seja aprovada em Brasília

Um novo levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios aumenta de quatro para nove o número de cidades do Alto Uruguai de Santa Catarina que poderão ser extintas ou reanexadas a outras cidades maiores com a proposta do novo Pacto Federativo. O levantamento da CNM foi divulgado na tarde da quarta-feira, dia 4. Com isso, além de Lindóia do Sul, Peritiba, Presidente Castello Branco e Jaborá, passam a integrar essa lista de passíveis de extinção as cidades de Alto Bela Vista, Arabutã, Ipira, Piratuba e Xavantina.


Em Santa Catarina, conforme esse novo levantamento da entidade municipalista, o número de cidades que podem deixar de existir passa de 39 para 104.


Conforme já informado pela Rádio Aliança, o objetivo do Novo Pacto Federativo é de unir os municípios com menos de cinco mil habitantes e receita própria abaixo de 10% do total dos cofres.


A Proposta de Emenda Constitucional do Pacto Federativo, que delibera sobre essa exclusão de municípios que estejam dentro dos critérios foi enviada pelo governo ao Congresso Nacional no mês passado.