Política

18 jan 22 | 10h48 Por Jocimar Soares

Vereadores de Concórdia aprovam Projetos de Lei nas áreas da Saúde e Educação

Sessão extraordinária foi realizada na noite de segunda-feira, dia 17, de forma virtual

Vereadores de Concórdia aprovam Projetos de Lei nas áreas da Saúde e Educação
Imprimir

Aconteceu nesta segunda-feira, dia 17, a primeira, de duas Sessões Extraordinárias, da Câmara de Vereadores de Concórdia, para a votação de dois Projetos de Lei nas áreas da Saúde e da Educação. O pedido, em regime de urgência, foi solicitado na última semana pelo Prefeito Rogério Pacheco. Devido alguns vereadores estarem em viagem a sessão foi de forma online. O próximo encontro, também de forma virtual, acontece às 18h desta terça-feira, dia 18.


Conforme os projetos, que foram aprovados em Primeira Votação, o município busca ampliar o quadro de vagas na saúde e na educação devido ao momento da pandemia e atendimento ao Plano Municipal de Educação.


O Projeto de Lei Complementar nº 1/2022, dá nova redação aos Anexos II e III da Lei Complementar nº 602, de 29 de novembro de 2011 e alterações, que dispõem sobre o Estatuto e o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos do Magistério Público Municipal de Concórdia –PCCVM, estabelece normas de enquadramento, institui nova Tabela de Vencimentos.


O projeto dispõem sobre o Estatuto e o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos do Magistério. Neste Projeto de Lei, para suprir as vagas disponíveis, serão chamados professores aprovados no Concurso Público, realizado no ano de 2018, aumentando de 660 para 850 profissionais.


A líder de governo, Lenir Comin, do PSDB, afirmou que a prefeitura não pôde nomear concursados no ano passado, com exceção de cargos com vacância, por força de Lei Federal vigente até 31 de Dezembro, devido a pandemia da Covid-19.


Já o Projeto de Lei nº 2/2022, altera o número de vagas de cargos enfermeiro, passando de 30 para 37 e de técnico em enfermagem aumentando de 70 para 84.

Conforme o PL, a saúde é um dos setores mais atingidos neste momento, ainda mais pelo aumento na demanda dos atendimentos de pessoas com sintomas da doença.

A líder de governo, Lenir Comin, novamente explicou que o projeto é necessário para que haja o aumento no quadro de enfermeiros e técnicos de enfermagem para atender esse grande número de pessoas que procuram os Postos de Saúde e também no auxílio às equipes de vacinação.


Além disso, neste momento, conforme Lenir, existe um número considerável de doses da vacina contra a Covid para serem aplicadas, em reforços com a terceira dose, nos adolescentes e nas crianças de 5 a 11 anos.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Ascom/CVC)

18 jan 22 | 10h48 Por Jocimar Soares

Vereadores de Concórdia aprovam Projetos de Lei nas áreas da Saúde e Educação

Sessão extraordinária foi realizada na noite de segunda-feira, dia 17, de forma virtual

Vereadores de Concórdia aprovam Projetos de Lei nas áreas da Saúde e Educação

Aconteceu nesta segunda-feira, dia 17, a primeira, de duas Sessões Extraordinárias, da Câmara de Vereadores de Concórdia, para a votação de dois Projetos de Lei nas áreas da Saúde e da Educação. O pedido, em regime de urgência, foi solicitado na última semana pelo Prefeito Rogério Pacheco. Devido alguns vereadores estarem em viagem a sessão foi de forma online. O próximo encontro, também de forma virtual, acontece às 18h desta terça-feira, dia 18.


Conforme os projetos, que foram aprovados em Primeira Votação, o município busca ampliar o quadro de vagas na saúde e na educação devido ao momento da pandemia e atendimento ao Plano Municipal de Educação.


O Projeto de Lei Complementar nº 1/2022, dá nova redação aos Anexos II e III da Lei Complementar nº 602, de 29 de novembro de 2011 e alterações, que dispõem sobre o Estatuto e o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos do Magistério Público Municipal de Concórdia –PCCVM, estabelece normas de enquadramento, institui nova Tabela de Vencimentos.


O projeto dispõem sobre o Estatuto e o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos do Magistério. Neste Projeto de Lei, para suprir as vagas disponíveis, serão chamados professores aprovados no Concurso Público, realizado no ano de 2018, aumentando de 660 para 850 profissionais.


A líder de governo, Lenir Comin, do PSDB, afirmou que a prefeitura não pôde nomear concursados no ano passado, com exceção de cargos com vacância, por força de Lei Federal vigente até 31 de Dezembro, devido a pandemia da Covid-19.


Já o Projeto de Lei nº 2/2022, altera o número de vagas de cargos enfermeiro, passando de 30 para 37 e de técnico em enfermagem aumentando de 70 para 84.

Conforme o PL, a saúde é um dos setores mais atingidos neste momento, ainda mais pelo aumento na demanda dos atendimentos de pessoas com sintomas da doença.

A líder de governo, Lenir Comin, novamente explicou que o projeto é necessário para que haja o aumento no quadro de enfermeiros e técnicos de enfermagem para atender esse grande número de pessoas que procuram os Postos de Saúde e também no auxílio às equipes de vacinação.


Além disso, neste momento, conforme Lenir, existe um número considerável de doses da vacina contra a Covid para serem aplicadas, em reforços com a terceira dose, nos adolescentes e nas crianças de 5 a 11 anos.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Ascom/CVC)