Polícia

19 nov 19 | 13h24 Por André Krüger

Suspeito de assassinato em Irani ainda não se apresentou à Polícia Civil

Ex-companheiro de Karina Cavalli, morta por golpes de arma branca, é apontado como principal suspeito pelo crime.

Suspeito de assassinato em Irani ainda não se apresentou à Polícia Civil
Imprimir

O principal suspeito pelo assassinato de Karina Cavalli, de 29 anos, ainda não se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Irani. A expectativa é que isso ocorra nas próximas horas, já que o período de flagrante encerrou na noite da segunda-feira, dia 18. O responsável pelos golpes de arma branca, que resultaram na morte da vítima fugiu após o crime. Conforme informações, o suspeito seria ex-companheiro da vítima. 


O assassinato aconteceu na residência de familiares da vítima no bairro Nossa Senhora Aparecida, no começo da noite do domingo, dia 17. De acordo com relatos, um Boletim de Ocorrência contra o agressor por violência doméstica,havia sido confeccionado na sexta-feira, dia 15.


Karina, que foi atingida por golpes de faca nos braços e na cabeça, chegou a ser socorrida com vida, mas morreu ao dar entrada no Pronto Atendimento Médico de Irani. Um rapaz, de 18 anos, que teria tentado impedir as agressões, também se feriu. Mas sem gravidade.

19 nov 19 | 13h24 Por André Krüger

Suspeito de assassinato em Irani ainda não se apresentou à Polícia Civil

Ex-companheiro de Karina Cavalli, morta por golpes de arma branca, é apontado como principal suspeito pelo crime.

Suspeito de assassinato em Irani ainda não se apresentou à Polícia Civil

O principal suspeito pelo assassinato de Karina Cavalli, de 29 anos, ainda não se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Irani. A expectativa é que isso ocorra nas próximas horas, já que o período de flagrante encerrou na noite da segunda-feira, dia 18. O responsável pelos golpes de arma branca, que resultaram na morte da vítima fugiu após o crime. Conforme informações, o suspeito seria ex-companheiro da vítima. 


O assassinato aconteceu na residência de familiares da vítima no bairro Nossa Senhora Aparecida, no começo da noite do domingo, dia 17. De acordo com relatos, um Boletim de Ocorrência contra o agressor por violência doméstica,havia sido confeccionado na sexta-feira, dia 15.


Karina, que foi atingida por golpes de faca nos braços e na cabeça, chegou a ser socorrida com vida, mas morreu ao dar entrada no Pronto Atendimento Médico de Irani. Um rapaz, de 18 anos, que teria tentado impedir as agressões, também se feriu. Mas sem gravidade.