Polícia

10 jul 20 | 15h37 Por Jocimar Soares

Criar, difundir e espalhar notícias falsas é crime!

Assunto foi discutido na manhã desta sexta-feira, dia 10.

Criar, difundir e espalhar notícias falsas é crime!
Escute
Imprimir

O ano de 2020 será marcado pela preocupação dos órgãos para os órgãos de Justiça./ A razão é simples: Fake News. As notícias falsas, que visam denegrir a imagem de alguém poderá ser recorrente nesse ano em razão das eleições.


O assunto foi tratado na manhã desta sexta-feira, dia 10, no Mesa Redonda, que contou com a participação do delegado Regional de Polícia Civil de Concórdia, Marcelo Nogueira. Ele fez questão de ressaltar que, mesmo sem uma tipificação, as fake news ou notícias falsas são atos criminosos.


O episódio mais recente de fake news em Concórdia teve desdobramento nos últimos dias em que autoridades do município foram envolvidas e 13 pessoas foram indiciadas. As notícias que se comprovaram falsas eram sobre a reforma do calçadão.


Durante sua fala, o delegado Regional Marcelo Nogueira explica que, apesar das dificuldades, é possível identificar a origem de uma informação fake news.

10 jul 20 | 15h37 Por Jocimar Soares

Criar, difundir e espalhar notícias falsas é crime!

Assunto foi discutido na manhã desta sexta-feira, dia 10.

Criar, difundir e espalhar notícias falsas é crime!

O ano de 2020 será marcado pela preocupação dos órgãos para os órgãos de Justiça./ A razão é simples: Fake News. As notícias falsas, que visam denegrir a imagem de alguém poderá ser recorrente nesse ano em razão das eleições.


O assunto foi tratado na manhã desta sexta-feira, dia 10, no Mesa Redonda, que contou com a participação do delegado Regional de Polícia Civil de Concórdia, Marcelo Nogueira. Ele fez questão de ressaltar que, mesmo sem uma tipificação, as fake news ou notícias falsas são atos criminosos.


O episódio mais recente de fake news em Concórdia teve desdobramento nos últimos dias em que autoridades do município foram envolvidas e 13 pessoas foram indiciadas. As notícias que se comprovaram falsas eram sobre a reforma do calçadão.


Durante sua fala, o delegado Regional Marcelo Nogueira explica que, apesar das dificuldades, é possível identificar a origem de uma informação fake news.