Plantão

13 set 21 | 8h00 Por Cristiano Mortari

Trote mobiliza equipe do Samu e a Polícia Militar em Concórdia

Policiais e socorristas foram enganados na noite de sábado. Autor já foi identificado

Trote mobiliza equipe do Samu e a Polícia Militar em Concórdia
Imprimir

Um homem acionou a o Samu e a Polícia Militar na noite de sábado, dia 11, em Concórdia, com a informação de que uma pessoa havia sido esfaqueada em uma confusão no Bairro Flamengo. Socorristas e policiais foram ao local, mas não encontraram nada e descobriram que se tratava de um trote.

 

A técnica em enfermagem e socorrista do Samu, Elise Cassol Schmitt, descreveu ao Jornalismo da Aliança como o rapaz enganou as guarnições. “Fomos acionados por volta das 22h15. O solicitante informou que um adolescente de 16 anos havia sido esfaqueado no Bairro Flamengo. Também disse que ele estaria refugiado em uma casa entre um mercado e um campo”, detalhou. “Fomos ao local, procuramos, mas não encontramos ninguém. Estávamos com a ambulância e a PM com duas viaturas”, contou a socorrista.

 

Ela também registrou que a Polícia Militar conseguiu identificar o número da pessoa que fazia as ligações. “Tentamos contato com o solicitante, mas ele desligou o celular. Descobrimos que se tratava de trote e através de sistemas do Samu e da Polícia Militar, foi possível identificar o autor”, relatou Elise.

 

A PM descobriu também, que o autor deste trote, já havia passado outros à Polícia Militar durante o dia.

 

Trote é crime:

São considerados crimes, as ligações feitas para Samu, PM, Bombeiros, Polícia Civil e Defesa Civil, onde o relato é mentiroso e inexistente. Uma lei aprovada em SC no final de 2019 prevê advertência e multa de R$ 500,00 para quem passar trotes.

13 set 21 | 8h00 Por Cristiano Mortari

Trote mobiliza equipe do Samu e a Polícia Militar em Concórdia

Policiais e socorristas foram enganados na noite de sábado. Autor já foi identificado

Trote mobiliza equipe do Samu e a Polícia Militar em Concórdia

Um homem acionou a o Samu e a Polícia Militar na noite de sábado, dia 11, em Concórdia, com a informação de que uma pessoa havia sido esfaqueada em uma confusão no Bairro Flamengo. Socorristas e policiais foram ao local, mas não encontraram nada e descobriram que se tratava de um trote.

 

A técnica em enfermagem e socorrista do Samu, Elise Cassol Schmitt, descreveu ao Jornalismo da Aliança como o rapaz enganou as guarnições. “Fomos acionados por volta das 22h15. O solicitante informou que um adolescente de 16 anos havia sido esfaqueado no Bairro Flamengo. Também disse que ele estaria refugiado em uma casa entre um mercado e um campo”, detalhou. “Fomos ao local, procuramos, mas não encontramos ninguém. Estávamos com a ambulância e a PM com duas viaturas”, contou a socorrista.

 

Ela também registrou que a Polícia Militar conseguiu identificar o número da pessoa que fazia as ligações. “Tentamos contato com o solicitante, mas ele desligou o celular. Descobrimos que se tratava de trote e através de sistemas do Samu e da Polícia Militar, foi possível identificar o autor”, relatou Elise.

 

A PM descobriu também, que o autor deste trote, já havia passado outros à Polícia Militar durante o dia.

 

Trote é crime:

São considerados crimes, as ligações feitas para Samu, PM, Bombeiros, Polícia Civil e Defesa Civil, onde o relato é mentiroso e inexistente. Uma lei aprovada em SC no final de 2019 prevê advertência e multa de R$ 500,00 para quem passar trotes.