Opinião

12 out 21 | 8h20

Concórdia é a sétima em SC no quesito geração de energia através da luz solar

Concórdia é a sétima em SC no quesito geração de energia através da luz solar
Imprimir

O município de Concórdia é o 7º do Estado de Santa Catarina em geração de energia elétrica através de placas fotovoltaicas, ou seja, energia solar. Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica, Aneel.


Blumenau, Joinville, Florianópolis, Jaraguá do Sul, Chapecó e Tubarão, pela ordem, são as cidades que lideram nesse quesito.


Mesmo assim, a Capital do Trabalho está a frente de cidades maiores em termos de população como Itajaí, Brusque e Balneário Camboriú.


Conforme a agência, Concórdia tem 458 unidades de Geração Distribuída, conhecida como GDs, que são correspondentes a cada casa, propriedade rural, comércio e indústria que tem placas solares em operação. Isso perfaz, um total de 6.875,82 quilowatts de potência instalada.


No Brasil, há mais de 630.233 GDs, espalhados em 5.374 municípios, que juntos geram 7.344.547,33 quilowatts. Já em Santa Catarina, são 20.230 GDs em 286 cidades, gerando um total de 256.274,48 quilowatts. Entre os 26 estados do país, Santa Catarina é o 10º colocado.


A geração de energia elétrica por placas fotovoltaicas vem crescendo no últimos anos em nível de Brasil. O aumento mais acentuado está sendo verificado desde o ano de 2019.


A alternativa de ter uma unidade geradora de energia elétrica através do sol vem ganhando espaço, uma vez que há o encarecimento no custo de energia elétrica em todo o país - vide escassez de chuva e baixa vazão no reservatório das hidrelétricas, combinação essa que faz aumentar a demanda pelas usinas termelétricas, cujo custo de produção é mais caro e isso recai para o consumidor.




Jocimar Soares
Radar

Outras publicações

12 out 21 | 8h20 Por Jocimar Soares

Concórdia é a sétima em SC no quesito geração de energia através da luz solar

Concórdia é a sétima em SC no quesito geração de energia através da luz solar

O município de Concórdia é o 7º do Estado de Santa Catarina em geração de energia elétrica através de placas fotovoltaicas, ou seja, energia solar. Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica, Aneel.


Blumenau, Joinville, Florianópolis, Jaraguá do Sul, Chapecó e Tubarão, pela ordem, são as cidades que lideram nesse quesito.


Mesmo assim, a Capital do Trabalho está a frente de cidades maiores em termos de população como Itajaí, Brusque e Balneário Camboriú.


Conforme a agência, Concórdia tem 458 unidades de Geração Distribuída, conhecida como GDs, que são correspondentes a cada casa, propriedade rural, comércio e indústria que tem placas solares em operação. Isso perfaz, um total de 6.875,82 quilowatts de potência instalada.


No Brasil, há mais de 630.233 GDs, espalhados em 5.374 municípios, que juntos geram 7.344.547,33 quilowatts. Já em Santa Catarina, são 20.230 GDs em 286 cidades, gerando um total de 256.274,48 quilowatts. Entre os 26 estados do país, Santa Catarina é o 10º colocado.


A geração de energia elétrica por placas fotovoltaicas vem crescendo no últimos anos em nível de Brasil. O aumento mais acentuado está sendo verificado desde o ano de 2019.


A alternativa de ter uma unidade geradora de energia elétrica através do sol vem ganhando espaço, uma vez que há o encarecimento no custo de energia elétrica em todo o país - vide escassez de chuva e baixa vazão no reservatório das hidrelétricas, combinação essa que faz aumentar a demanda pelas usinas termelétricas, cujo custo de produção é mais caro e isso recai para o consumidor.