Geral

09 set 19 | 21h14 Por Jocimar Soares

Dive confirma duas mortes por gripe A na região da Amauc

Seara e Peritiba tiveram um caso cada de morte pelo vírus da gripe A.

Dive confirma duas mortes por gripe A na região da Amauc
Imprimir

O número de mortes por gripe A e B em Santa Catarina chegou a 51 em 2019, conforme boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) divulgado nesta segunda-feira (9). A maioria das vítimas tinha algum fator de risco, como mais de 60 anos, obesidade e doença crônica. O número total de pessoas que teve a doença este ano chegou a 419.


As mortes ocorreram com moradores de:


Jaraguá do Sul e Joinville - seis casos cada

Blumenau, Chapecó e Tubarão - três casos cada

Balneário Camboriú, Palhoça, Rio Negrinho, São Bento do Sul e São Miguel do Oeste - dois casos cada

Alfredo Wagner, Biguaçu, Brusque, Campos Novos, Canoinhas, Criciúma, Descanso, Florianópolis, Fraiburgo, Guabiruba, Itapema, Lages, Mafra, Peritiba, Pomerode, São Francisco do Sul, São João Batista, São Joaquim, São Lourenço do Oeste e Seara - um caso cada.


Em relação ao total de 419 pessoas que tiveram gripe A e B em Santa Catarina este ano, 246 tinham algum fator de risco.


Sintomas


A Dive-SC recomenda que a população procure o serviço de saúde aos primeiros sintomas da gripe:


febre alta

dor muscular

dor de garganta

dor de cabeça

coriza

tosse seca


Segundo a gerente de imunização da Dive-SC, Lia Quaresma Coimbra, a febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.


Caso o tratamento seja iniciado logo, podem ser reduzidas a duração dos sintomas e, principalmente, a ocorrência de complicações, afirma a Diretoria.


(Fonte: G1)

09 set 19 | 21h14 Por Jocimar Soares

Dive confirma duas mortes por gripe A na região da Amauc

Seara e Peritiba tiveram um caso cada de morte pelo vírus da gripe A.

Dive confirma duas mortes por gripe A na região da Amauc

O número de mortes por gripe A e B em Santa Catarina chegou a 51 em 2019, conforme boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) divulgado nesta segunda-feira (9). A maioria das vítimas tinha algum fator de risco, como mais de 60 anos, obesidade e doença crônica. O número total de pessoas que teve a doença este ano chegou a 419.


As mortes ocorreram com moradores de:


Jaraguá do Sul e Joinville - seis casos cada

Blumenau, Chapecó e Tubarão - três casos cada

Balneário Camboriú, Palhoça, Rio Negrinho, São Bento do Sul e São Miguel do Oeste - dois casos cada

Alfredo Wagner, Biguaçu, Brusque, Campos Novos, Canoinhas, Criciúma, Descanso, Florianópolis, Fraiburgo, Guabiruba, Itapema, Lages, Mafra, Peritiba, Pomerode, São Francisco do Sul, São João Batista, São Joaquim, São Lourenço do Oeste e Seara - um caso cada.


Em relação ao total de 419 pessoas que tiveram gripe A e B em Santa Catarina este ano, 246 tinham algum fator de risco.


Sintomas


A Dive-SC recomenda que a população procure o serviço de saúde aos primeiros sintomas da gripe:


febre alta

dor muscular

dor de garganta

dor de cabeça

coriza

tosse seca


Segundo a gerente de imunização da Dive-SC, Lia Quaresma Coimbra, a febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.


Caso o tratamento seja iniciado logo, podem ser reduzidas a duração dos sintomas e, principalmente, a ocorrência de complicações, afirma a Diretoria.


(Fonte: G1)