Coronavírus

17 jul 21 | 10h17 Por Jocimar Soares

Região da Amauc permanece no nível grave no Mapa Sanitário pela segunda semana consecutiva

Atualização do mapa sanitário foi feita na manhã deste sábado, dia 17

Região da Amauc permanece no nível grave no Mapa Sanitário pela segunda semana consecutiva
Imprimir

Pela segunda semana consecutiva, o Alto Uruguai de Santa Catarina se manteve no nível grave no mapa sanitário para transmissão do novo coronavírus. A informação é da atualização da Secretaria de Estado da Saúde, publicada neste sábado, dia 10. Em comparação com a atualização do último dia 3, a microrregião teve uma melhora significativa nos indicadores.


Destaque para o quesito Evento Sentinela, que mensura o avanço da pandemia pela ocorrência de óbitos, que foi de 2,5 para 1,5. Um dos mais baixos desde o início da pandemia.


Outro indicador que apresentou melhora foi o Monitoramento, indo da nota 3,0 para 2,0. Esse analisa o quadro sanitário através do percentual de positividade de exames PCR, analisados pelo Laboratório Central.


Outro destaque no mapa sanitário da Amauc foi a diminuição de 4,0 para 3,0 na nota da Capacidade de Atenção, isso após várias semanas, que mensura a ocupação de leitos de UTI covid para tratamento de coronavírus.


Por outro lado, a microrregião teve forte aumento na nota da Transmissibilidade, que estava em 2,5 e foi para 4,0, a pior. Esse indicador analisa a variação no número de confirmação positiva e casos infectantes.



17 jul 21 | 10h17 Por Jocimar Soares

Região da Amauc permanece no nível grave no Mapa Sanitário pela segunda semana consecutiva

Atualização do mapa sanitário foi feita na manhã deste sábado, dia 17

Região da Amauc permanece no nível grave no Mapa Sanitário pela segunda semana consecutiva

Pela segunda semana consecutiva, o Alto Uruguai de Santa Catarina se manteve no nível grave no mapa sanitário para transmissão do novo coronavírus. A informação é da atualização da Secretaria de Estado da Saúde, publicada neste sábado, dia 10. Em comparação com a atualização do último dia 3, a microrregião teve uma melhora significativa nos indicadores.


Destaque para o quesito Evento Sentinela, que mensura o avanço da pandemia pela ocorrência de óbitos, que foi de 2,5 para 1,5. Um dos mais baixos desde o início da pandemia.


Outro indicador que apresentou melhora foi o Monitoramento, indo da nota 3,0 para 2,0. Esse analisa o quadro sanitário através do percentual de positividade de exames PCR, analisados pelo Laboratório Central.


Outro destaque no mapa sanitário da Amauc foi a diminuição de 4,0 para 3,0 na nota da Capacidade de Atenção, isso após várias semanas, que mensura a ocupação de leitos de UTI covid para tratamento de coronavírus.


Por outro lado, a microrregião teve forte aumento na nota da Transmissibilidade, que estava em 2,5 e foi para 4,0, a pior. Esse indicador analisa a variação no número de confirmação positiva e casos infectantes.