Coronavírus

17 jun 21 | 13h00 Por Cristiano Mortari

Prefeitura de Itá amplia fiscalização e agora envolvidos em festas clandestinas poderão ser multados

De acordo com a Secretaria de Saúde, várias ocorrências de desrespeito às medidas de prevenção à Covid-19 foram flagradas nos últimos dias

Prefeitura de Itá amplia fiscalização e agora envolvidos em festas clandestinas poderão ser multados
Imprimir

A Prefeitura de Itá ampliou o trabalho de fiscalização de medidas de enfrentamento ao Coronavírus. Um novo decreto foi assinado pelo prefeito Clemor Battisti e a partir de agora, pessoas que organizam e que participam de festas clandestinas, poderão ser multadas.

 

Em entrevista ao Jornalismo da Aliança FM, a secretária de Saúde de Itá, Joice Sartoretto Zotti, destacou que as novas medidas estão sendo adotadas para tentar diminuir o nível de transmissão do vírus e principalmente para punir quem promove eventos clandestinos. “O principal objetivo é diminuir o número de festas clandestinas e a principal mudança é que além de notificar, agora os fiscais poderão multar os organizadores e os participantes destes eventos”, explicou.

 

Outra situação imposta pelo novo decreto é a de que os velórios agora só podem ter duração de quatro horas. Em casos de mortes causadas por Covid-19, não é permitido velar. Joice acrescentou que novas medidas podem ser tomadas se o número de casos de Covid-19 aumentar. “Não se descartam novas medidas e ainda mais severas, pois estamos agindo de acordo com a realidade com que nos deparamos. Neste momento o Estado está em nível gravíssimo e sem leitos para pacientes. Vamos aumentar a fiscalização, mas precisamos contar com a colaboração da população”, ressaltou a secretária.

 

De acordo com informações da Prefeitura de Itá, nos últimos dias os fiscais da Vigilância Sanitária, Bombeiros e a Polícia Militar, registraram várias ocorrências, na cidade e no interior, principalmente em finais de semana, onde grupos estavam aglomerados. Denúncias podem ser feitas através dos telefones 190 e 9-8835-9842.

 

Conforme dados da Secretaria de Saúde, 20 pessoas de Itá já morreram por complicações causadas pela Covid-19. 


17 jun 21 | 13h00 Por Cristiano Mortari

Prefeitura de Itá amplia fiscalização e agora envolvidos em festas clandestinas poderão ser multados

De acordo com a Secretaria de Saúde, várias ocorrências de desrespeito às medidas de prevenção à Covid-19 foram flagradas nos últimos dias

Prefeitura de Itá amplia fiscalização e agora envolvidos em festas clandestinas poderão ser multados

A Prefeitura de Itá ampliou o trabalho de fiscalização de medidas de enfrentamento ao Coronavírus. Um novo decreto foi assinado pelo prefeito Clemor Battisti e a partir de agora, pessoas que organizam e que participam de festas clandestinas, poderão ser multadas.

 

Em entrevista ao Jornalismo da Aliança FM, a secretária de Saúde de Itá, Joice Sartoretto Zotti, destacou que as novas medidas estão sendo adotadas para tentar diminuir o nível de transmissão do vírus e principalmente para punir quem promove eventos clandestinos. “O principal objetivo é diminuir o número de festas clandestinas e a principal mudança é que além de notificar, agora os fiscais poderão multar os organizadores e os participantes destes eventos”, explicou.

 

Outra situação imposta pelo novo decreto é a de que os velórios agora só podem ter duração de quatro horas. Em casos de mortes causadas por Covid-19, não é permitido velar. Joice acrescentou que novas medidas podem ser tomadas se o número de casos de Covid-19 aumentar. “Não se descartam novas medidas e ainda mais severas, pois estamos agindo de acordo com a realidade com que nos deparamos. Neste momento o Estado está em nível gravíssimo e sem leitos para pacientes. Vamos aumentar a fiscalização, mas precisamos contar com a colaboração da população”, ressaltou a secretária.

 

De acordo com informações da Prefeitura de Itá, nos últimos dias os fiscais da Vigilância Sanitária, Bombeiros e a Polícia Militar, registraram várias ocorrências, na cidade e no interior, principalmente em finais de semana, onde grupos estavam aglomerados. Denúncias podem ser feitas através dos telefones 190 e 9-8835-9842.

 

Conforme dados da Secretaria de Saúde, 20 pessoas de Itá já morreram por complicações causadas pela Covid-19.