Concórdia

19 mai 20 | 12h45 Por Cristiano Mortari

Moradora do Bairro Santa Cruz denuncia possível envenenamento de gatos

Dois animais dela apareceram mortos. O último foi nesta semana

Moradora do Bairro Santa Cruz denuncia possível envenenamento de gatos
Imprimir

Uma moradora da Rua Santo Colla, que fica no Bairro Santa Cruz em Concórdia, acredita que alguém está envenenando animais nas proximidades. Ela relatou ao Jornalismo da Rádio Aliança que dois gatos dela apareceram mortos. Um, há cerca de um mês, e outro entre a noite de domingo e a manhã de segunda-feira, dia 18.


Ela, que prefere não se identificar, afirmou que os bichos eram de estimação, não faziam sujeira em propriedades vizinhas e não incomodavam. “Eram castrados e permaneciam no meu pátio. Só saiam se eu saísse ou ficavam aqui por perto”, contou. “O primeiro gato encontramos morto em cima de um muro, em uma propriedade próxima. Já este outro, que morreu entre domingo e segunda, estava em meio à mata aqui, do outro lado da rua”, informou. “Chamei ele para dar comida de manhã e ele não apareceu. Aí fui procurar , mas já estava morto”, lamentou.


A dona dos bichos acredita que eles tenham ingerido veneno. “Eles devem ter sido envenenados. Esse que encontrei morto na manhã de segunda estava duro, com a boca aberta e com folhas secas dentro. Não havia marcas no corpo de pauladas ou pedradas”, registrou.


Denúncias sobre maus tratos a animais podem ser feitas à Polícia, através do 190.

19 mai 20 | 12h45 Por Cristiano Mortari

Moradora do Bairro Santa Cruz denuncia possível envenenamento de gatos

Dois animais dela apareceram mortos. O último foi nesta semana

Moradora do Bairro Santa Cruz denuncia possível envenenamento de gatos

Uma moradora da Rua Santo Colla, que fica no Bairro Santa Cruz em Concórdia, acredita que alguém está envenenando animais nas proximidades. Ela relatou ao Jornalismo da Rádio Aliança que dois gatos dela apareceram mortos. Um, há cerca de um mês, e outro entre a noite de domingo e a manhã de segunda-feira, dia 18.


Ela, que prefere não se identificar, afirmou que os bichos eram de estimação, não faziam sujeira em propriedades vizinhas e não incomodavam. “Eram castrados e permaneciam no meu pátio. Só saiam se eu saísse ou ficavam aqui por perto”, contou. “O primeiro gato encontramos morto em cima de um muro, em uma propriedade próxima. Já este outro, que morreu entre domingo e segunda, estava em meio à mata aqui, do outro lado da rua”, informou. “Chamei ele para dar comida de manhã e ele não apareceu. Aí fui procurar , mas já estava morto”, lamentou.


A dona dos bichos acredita que eles tenham ingerido veneno. “Eles devem ter sido envenenados. Esse que encontrei morto na manhã de segunda estava duro, com a boca aberta e com folhas secas dentro. Não havia marcas no corpo de pauladas ou pedradas”, registrou.


Denúncias sobre maus tratos a animais podem ser feitas à Polícia, através do 190.