Concórdia

25 mai 22 | 13h30 Por Jocimar Soares

Lenir solicita serviço pedagógico para atender alunos em contraturno escolar

Solicitação foi feita na Sessão de ontem na Câmara de Vereadores

Lenir solicita serviço pedagógico para atender alunos em contraturno escolar
Imprimir

A vereadora, Lenir Comin apresentou Indicação sugerindo ao Poder Executivo Municipal que institua o Serviço Pedagógico denominado “PotencializaMente Concórdia”. Conforme a vereadora, a proposição seria para atendimento em contraturno escolar para alunos a partir do segundo semestre do primeiro ano do Ensino Fundamental I até alunos do sexto ano do ensino fundamental II.


Lenir explicou que as dificuldades no processo de aprendizagem são muitas. “Tudo parece fácil para percepção de quem já viveu esta etapa de desenvolvimento, em especial para os que a viveram com êxito. Porém, a experiência de êxito na vida escolar e acadêmica está presente em apenas parte das pessoas. Dificuldades no processo de aprendizagem são eventos comuns para as pessoas que se dispõem a aprender”.


Ela argumentou ainda que as referidas dificuldades podem ser momentâneas ou simples e, também podem ser específicas ou amplas. “Trata-se de um projeto inovador e que atenderá um público até este momento desassistido pelas políticas públicas, as quais discorrem sobre educação inclusiva, mas esta inclusão se torna tarefa solitária do professor em sua sala de aula. Este projeto visa contribuir para o desenvolvimento das habilidades acadêmicas dos discentes da rede municipal de Educação, bem como, ser suporte técnico e pedagógico para seus professores”.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Ascom/CVC)

25 mai 22 | 13h30 Por Jocimar Soares

Lenir solicita serviço pedagógico para atender alunos em contraturno escolar

Solicitação foi feita na Sessão de ontem na Câmara de Vereadores

Lenir solicita serviço pedagógico para atender alunos em contraturno escolar

A vereadora, Lenir Comin apresentou Indicação sugerindo ao Poder Executivo Municipal que institua o Serviço Pedagógico denominado “PotencializaMente Concórdia”. Conforme a vereadora, a proposição seria para atendimento em contraturno escolar para alunos a partir do segundo semestre do primeiro ano do Ensino Fundamental I até alunos do sexto ano do ensino fundamental II.


Lenir explicou que as dificuldades no processo de aprendizagem são muitas. “Tudo parece fácil para percepção de quem já viveu esta etapa de desenvolvimento, em especial para os que a viveram com êxito. Porém, a experiência de êxito na vida escolar e acadêmica está presente em apenas parte das pessoas. Dificuldades no processo de aprendizagem são eventos comuns para as pessoas que se dispõem a aprender”.


Ela argumentou ainda que as referidas dificuldades podem ser momentâneas ou simples e, também podem ser específicas ou amplas. “Trata-se de um projeto inovador e que atenderá um público até este momento desassistido pelas políticas públicas, as quais discorrem sobre educação inclusiva, mas esta inclusão se torna tarefa solitária do professor em sua sala de aula. Este projeto visa contribuir para o desenvolvimento das habilidades acadêmicas dos discentes da rede municipal de Educação, bem como, ser suporte técnico e pedagógico para seus professores”.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Ascom/CVC)