Concórdia

15 ago 19 | 19h17 Por Jocimar Soares

Expositores tiram dúvidas e recebem regulamento da Expo Concórdia

Reunião entre CCO da Expo Concórdia e empresários definiu alguns detalhes do evento.

Expositores tiram dúvidas e recebem regulamento da Expo Concórdia
Imprimir

A Comissão Central Organizadora – CCO, da Expo Concórdia 2019, se reuniu com os expositores do evento nesta quarta-feira, 14 de agosto, na Casa da Cultura. No encontro foram definidas algumas questões como horários de funcionamento da feira, montagem de estruturas, credenciamentos, entre outros detalhes e também foi entregue o regulamento da feira.


O presidente da CCO, Wagner Simioni, que também é secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, iniciou a reunião dando as boas-vindas aos empresários e comentando sobre a grandiosidade da feira “seremos a Expo do agronegócio, da tecnologia, da indústria e comércio, e com certeza o evento será inesquecível por conta da participação de todos vocês” pontuou Wagner.


Em seguida, a reunião foi conduzida pela assessora de Comunicação e também coordenadora geral do evento, Édila Souza. Os expositores tiveram a oportunidade de fazer perguntas pontuais sobre seus espaços e também ouviram os assuntos de interesse comum. A coordenadora geral comentou sobre o grande desafio que está sendo organizar a Expo “por conta de questões legais, esta é a primeira vez que o poder público assume totalmente a realização do evento, sem a colaboração de entidades, como ACIC e CDL. Além disso, todos os profissionais envolvidos na Expo continuam respondendo por outras funções, aumentando a demanda de trabalho. Por isso é tão importante este contato com os expositores, para juntos, tornarmos a Expo Concórdia um sucesso”, argumenta Édila.


A Expo Concórdia 2019 acontece entre os dias 6 e 15 de setembro no Parque de Exposições. Além das atrações musicais, a feira promete ser um grande atrativo para negócios, especialmente no setor de indústria e comércio, já que serão aproximadamente 300 pontos de comercialização. 


(Fonte: Lana Correa Pinheiro/Jornalista - ASCOM)


15 ago 19 | 19h17 Por Jocimar Soares

Expositores tiram dúvidas e recebem regulamento da Expo Concórdia

Reunião entre CCO da Expo Concórdia e empresários definiu alguns detalhes do evento.

Expositores tiram dúvidas e recebem regulamento da Expo Concórdia

A Comissão Central Organizadora – CCO, da Expo Concórdia 2019, se reuniu com os expositores do evento nesta quarta-feira, 14 de agosto, na Casa da Cultura. No encontro foram definidas algumas questões como horários de funcionamento da feira, montagem de estruturas, credenciamentos, entre outros detalhes e também foi entregue o regulamento da feira.


O presidente da CCO, Wagner Simioni, que também é secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, iniciou a reunião dando as boas-vindas aos empresários e comentando sobre a grandiosidade da feira “seremos a Expo do agronegócio, da tecnologia, da indústria e comércio, e com certeza o evento será inesquecível por conta da participação de todos vocês” pontuou Wagner.


Em seguida, a reunião foi conduzida pela assessora de Comunicação e também coordenadora geral do evento, Édila Souza. Os expositores tiveram a oportunidade de fazer perguntas pontuais sobre seus espaços e também ouviram os assuntos de interesse comum. A coordenadora geral comentou sobre o grande desafio que está sendo organizar a Expo “por conta de questões legais, esta é a primeira vez que o poder público assume totalmente a realização do evento, sem a colaboração de entidades, como ACIC e CDL. Além disso, todos os profissionais envolvidos na Expo continuam respondendo por outras funções, aumentando a demanda de trabalho. Por isso é tão importante este contato com os expositores, para juntos, tornarmos a Expo Concórdia um sucesso”, argumenta Édila.


A Expo Concórdia 2019 acontece entre os dias 6 e 15 de setembro no Parque de Exposições. Além das atrações musicais, a feira promete ser um grande atrativo para negócios, especialmente no setor de indústria e comércio, já que serão aproximadamente 300 pontos de comercialização. 


(Fonte: Lana Correa Pinheiro/Jornalista - ASCOM)