Concórdia

25 mai 22 | 6h00 Por Jocimar Soares

Administração se reúne com a Casan e volta a cobrar o projeto de captação de água no rio Uruguai

Prefeito Rogério Pacheco ainda solicitou que a companhia libere com agilidade informações para a próxima licitação do sistema de abastecimento de água

Administração se reúne com a Casan e volta a cobrar o projeto de captação de água no rio Uruguai
Imprimir

O prefeito Rogério Pacheco manteve audiência na tarde desta terça-feira, 24, em Florianópolis, com a presidente da Casan, Roberta Mass dos Anjos. Acompanhado do diretor executivo da Aris - Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento, Adir Faccio, o prefeito tratou de dois temas relacionados ao futuro do abastecimento de água do município de Concórdia.


Primeiro, o chefe do Executivo Municipal cobrou o status do projeto para captação de água junto ao rio Uruguai, que vai atender empresas como a BRF, e o município como um todo. A captação terá uma extensão tubular de aproximadamente 20 quilômetros e receberá investimentos em torno de R$ 40 milhões. A presidente da CASAN informou que os setores de engenharia das duas empresas mantém contatos quase diários, e o projeto está em fase bem adiantada.


Outro pleito do prefeito, em conjunto com a Aris, foi a liberação por parte da Casan, das informações necessárias para a construção do Plano Municipal de Saneamento Básico para os serviços públicos de abastecimento de água potável e esgotamento sanitário. A Ordem de Serviço para a empresa Notus, vencedora da licitação foi concedida ainda no mês passado.


O plano inclui a revisão das metas do Plano Municipal de Saneamento Básico; o estudo de viabilidade técnico e econômico dos serviços de água potável e esgotamento sanitário; a elaboração de edital para a concessão dos serviços e o acompanhamento do processo licitatório. A Casan se comprometeu em liberar sem restrições todas as informações necessárias.


(Fonte: Lana Correa Pinheiro/Secom)

25 mai 22 | 6h00 Por Jocimar Soares

Administração se reúne com a Casan e volta a cobrar o projeto de captação de água no rio Uruguai

Prefeito Rogério Pacheco ainda solicitou que a companhia libere com agilidade informações para a próxima licitação do sistema de abastecimento de água

Administração se reúne com a Casan e volta a cobrar o projeto de captação de água no rio Uruguai

O prefeito Rogério Pacheco manteve audiência na tarde desta terça-feira, 24, em Florianópolis, com a presidente da Casan, Roberta Mass dos Anjos. Acompanhado do diretor executivo da Aris - Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento, Adir Faccio, o prefeito tratou de dois temas relacionados ao futuro do abastecimento de água do município de Concórdia.


Primeiro, o chefe do Executivo Municipal cobrou o status do projeto para captação de água junto ao rio Uruguai, que vai atender empresas como a BRF, e o município como um todo. A captação terá uma extensão tubular de aproximadamente 20 quilômetros e receberá investimentos em torno de R$ 40 milhões. A presidente da CASAN informou que os setores de engenharia das duas empresas mantém contatos quase diários, e o projeto está em fase bem adiantada.


Outro pleito do prefeito, em conjunto com a Aris, foi a liberação por parte da Casan, das informações necessárias para a construção do Plano Municipal de Saneamento Básico para os serviços públicos de abastecimento de água potável e esgotamento sanitário. A Ordem de Serviço para a empresa Notus, vencedora da licitação foi concedida ainda no mês passado.


O plano inclui a revisão das metas do Plano Municipal de Saneamento Básico; o estudo de viabilidade técnico e econômico dos serviços de água potável e esgotamento sanitário; a elaboração de edital para a concessão dos serviços e o acompanhamento do processo licitatório. A Casan se comprometeu em liberar sem restrições todas as informações necessárias.


(Fonte: Lana Correa Pinheiro/Secom)