ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Três escolas estaduais de Concórdia atingem a nota do Ideb
EEB Deodoro teve o maior índice no 4º/5º ano e também no 8º/9º ano. EEB Vidal Ramos é destaque no ensino médio público
Publicado 04/09/2018
 

Por Analu Slongo

As notas do Ideb 2017, divulgadas na segunda-feira, 3 de setembro, também mostram a avaliação das escolas que pertencem à rede estadual de ensino. Entre as 10 unidades analisadas em Concórdia, duas atingiram a meta nas séries inicias (4º/5º ) e duas nos anos finais do ensino fundamental (8º/9º).

 

O maior Ideb das escolas estaduais foi conquistado pela EEB Deodoro, que teve nota de 7.7 no 4º/5º ano, sendo que a meta era 6.6. Nas séries finais a nota foi 6.5 e a meta era 6.1. A EEB Mansueto Boff também atingiu a meta nos anos inicias, com nota de 7.0. No 8º/9º ano, além do Deodoro, a EEB Vidal Ramos Júnior atingiu o índice desejado, chegando a 6.0 (veja as tabelas nas imagens).

 

Com os números da rede estadual fica mais difícil fazer comparativos entre os dados de 2015 e 2017. As tabelas divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) não estão completas (ver tabelas). Em algumas unidades não participaram das provas o número de alunos suficiente e outras não atenderam os requisitos necessários para ter o desempenho calculado.

 

Ensino médio

 

O Inep avaliou as notas do 3º ano do ensino médio de nove escolas de Concórdia, sendo uma federal, uma particular e sete estaduais. O Senai (particular) obteve  a maior nota que foi 6.0, seguido pelo Instituto Federal Catarinense, com 5.3.

 

Na rede estadual foram divulgados os números de três unidades: EEB Vidal Ramos Júnior atingiu 4.3, EEB Dogello Goss 3.6 e EEB São João Batista de La Salle 3.4. O Inep não divulgou os números de 2015 e nem a meta estipulada para o 3º ano em 2017.  As escolas EEB Olavo Cecco Rigon, EEB Mansueto Boff, EEB Domingos Magarinos e EEB Walter Fontana não tiveram o número de alunos suficiente no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e, desta forma, o Ideb não foi calculado.

 

 

 

 

Confira mais imagens

COMENTE