ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Em 2017 a Epagri chegou a retirar os móveis do escritório
Depois de quase “fechar as portas” em Piratuba, Epagri mostra atividades
Extensionistas apresentaram dados e informações na Câmara
Publicado 17/04/2018
 

Por Cristiano Mortari

O mês de abril de 2018 iniciou bem diferente para a Epagri de Piratuba, do que o de 2017. Na última semana os técnicos extensionistas que atuam no município fizeram uma apresentação de atividades na Câmara de Vereadores, com dados sobre projetos encaminhados, valores viabilizados para os agricultores e atendimentos. Em abril do ano passado, a Epagri chegou a parar as atividades no município, em função do convênio entre a Estatal e a Prefeitura, que não seria renovado.

 

De acordo com o extensionista José Luiz Fontanella, que usou a tribuna na Câmara, a Epagri realizou mais de 1.300 atendimentos no interior de Piratuba em 2017, além de viabilizar mais de um R$ 1 milhão. “Entre as visitas, acompanhamento de projetos, cursos nas propriedades, registramos estes números”, conta ele. “Há projetos do Governo do Estado que são viabilizados somente através da Epagri e nós conseguimos encaminhar muitos aqui, beneficiando nossos agricultores”, ressalta ele.

 

Em abril de 2017 a Epagri de Piratuba foi fechada e os móveis foram retirados da sala, que funcionava na Secretaria de Agricultura do município. Na época, a Prefeitura decidiu não renovar o convênio. Depois de várias reuniões, pressão de vereadores e sindicatos, encontros com o gerente regional e com o presidente da Estatal, o prefeito Olmir Benjamini voltou atrás da decisão e renovou o convênio. “A gente insistiu, pois em 57 anos em Piratuba nunca houve problemas e sem a Epagri aqui, os prejudicados seriam os agricultores”, comenta Fontanella. “Hoje trabalhamos em harmonia novamente com a Secretaria de Agricultura, atendendo as famílias do interior”, destaca.

 

Alguns números de 2017:

Entre os principais programas, está o “Terra Boa”, que distribui semente de milho e em Piratuba foram beneficiados 242 produtores, com 923 sacas. Foram 18 produtores beneficiados com a distribuição de 425 toneladas de calcário. Nos programas Kits Forrageira e Apicultura, foram 12 produtores beneficiados. Quase 300 “Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar” foram realizados mais de 120 encaminhamentos do Pronaf.

COMENTE