Região

11 jan 22 | 7h45 Por Cristiano Mortari

Prefeitura de Irani vai reconstruir o centro de convivência dos idosos

A cobertura foi derrubada por um vendaval no início de 2019 e a estrutura está deteriorada

Prefeitura de Irani vai reconstruir o centro de convivência dos idosos
Imprimir

A Prefeitura de Irani vai lançar nos próximos dias, a licitação para a obra de reconstrução do centro de convivência dos idosos. A estrutura, que fica na área central do município, teve a cobertura totalmente arrancada por um vendaval que atingiu a cidade em janeiro de 2019.


Desde a época do vendaval a edificação foi se deteriorando. A Prefeitura e a empresa responsável pela construção do centro de convivência ainda brigam na Justiça, para determinar de quem é a responsabilidade pela reconstrução. A Prefeitura já apresentou um laudo que demonstrava falha na execução da obra, mas a empresa solicitou nova perícia.

 

O prefeito Vanderlei Canci relatou ao Jornalismo da Aliança FM que o município não pode ficar no aguardo da decisão judicial, já que a estrutura continua sem cobertura e se deteriorando. Além disso o local acabou se tornando um ponto de uso de drogas. “Infelizmente, entre despachos e prazos para recorrer, uma decisão definitiva pode demorar vários anos e a estrutura vai ficando ainda pior. Outro fator é que usuários de drogas passaram a utilizar a estrutura para o consumo de entorpecentes e algumas pessoas estavam até dormindo lá. Também temos laudos do Conselho Tutelar, que apontam que menores estavam frequentando o local. Além da prática ilícita, tem o perigo de algo desabar e machucar alguém”, argumenta. “Vamos reconstruir e se a Justiça, no futuro, entender que a empresa que executou a obra no passado era a responsável, ela pode indenizar o município, ou seja, devolver o dinheiro que a Prefeitura vai aplicar agora. Mas não podemos é deixar nessa situação”, explicou.


Canci também contou que parte da estrutura será reaproveitada e que o projeto já está pronto. Segundo ele a obra deve custar aproximadamente R$ 1,5 milhão. “Faltam apenas alguns detalhes do orçamento, já que precisamos fazer a adequação de valores com a realidade atual. O investimento estimado é de R$ 1,5 milhão. Temos R$ 1,2 milhão de emenda do deputado Marcos Vieira e o restante será de recursos próprios”, detalhou.


O prefeito finalizou falando da expectativa de conclusão da obra. “Nos próximos dias vamos lançar o edital de licitação. Seguiremos os trâmites e em seguida vamos dar a ordem de serviço para a empresa vencedora. No máximo até fevereiro queremos começar a reconstruir e o objetivo é concluir até outubro”, agendou Canci.

11 jan 22 | 7h45 Por Cristiano Mortari

Prefeitura de Irani vai reconstruir o centro de convivência dos idosos

A cobertura foi derrubada por um vendaval no início de 2019 e a estrutura está deteriorada

Prefeitura de Irani vai reconstruir o centro de convivência dos idosos

A Prefeitura de Irani vai lançar nos próximos dias, a licitação para a obra de reconstrução do centro de convivência dos idosos. A estrutura, que fica na área central do município, teve a cobertura totalmente arrancada por um vendaval que atingiu a cidade em janeiro de 2019.


Desde a época do vendaval a edificação foi se deteriorando. A Prefeitura e a empresa responsável pela construção do centro de convivência ainda brigam na Justiça, para determinar de quem é a responsabilidade pela reconstrução. A Prefeitura já apresentou um laudo que demonstrava falha na execução da obra, mas a empresa solicitou nova perícia.

 

O prefeito Vanderlei Canci relatou ao Jornalismo da Aliança FM que o município não pode ficar no aguardo da decisão judicial, já que a estrutura continua sem cobertura e se deteriorando. Além disso o local acabou se tornando um ponto de uso de drogas. “Infelizmente, entre despachos e prazos para recorrer, uma decisão definitiva pode demorar vários anos e a estrutura vai ficando ainda pior. Outro fator é que usuários de drogas passaram a utilizar a estrutura para o consumo de entorpecentes e algumas pessoas estavam até dormindo lá. Também temos laudos do Conselho Tutelar, que apontam que menores estavam frequentando o local. Além da prática ilícita, tem o perigo de algo desabar e machucar alguém”, argumenta. “Vamos reconstruir e se a Justiça, no futuro, entender que a empresa que executou a obra no passado era a responsável, ela pode indenizar o município, ou seja, devolver o dinheiro que a Prefeitura vai aplicar agora. Mas não podemos é deixar nessa situação”, explicou.


Canci também contou que parte da estrutura será reaproveitada e que o projeto já está pronto. Segundo ele a obra deve custar aproximadamente R$ 1,5 milhão. “Faltam apenas alguns detalhes do orçamento, já que precisamos fazer a adequação de valores com a realidade atual. O investimento estimado é de R$ 1,5 milhão. Temos R$ 1,2 milhão de emenda do deputado Marcos Vieira e o restante será de recursos próprios”, detalhou.


O prefeito finalizou falando da expectativa de conclusão da obra. “Nos próximos dias vamos lançar o edital de licitação. Seguiremos os trâmites e em seguida vamos dar a ordem de serviço para a empresa vencedora. No máximo até fevereiro queremos começar a reconstruir e o objetivo é concluir até outubro”, agendou Canci.