Região

11 jun 24 | 8h25 Por Luan De Bortoli

Motociclista é flagrado a mais de 170 km/h em rodovia do Oeste catarinense

A conduta é uma infração de trânsito gravíssima.

Motociclista é flagrado a mais de 170 km/h em rodovia do Oeste catarinense
Imprimir

No fim da tarde do último domingo, dia 9, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) flagrou mais um ato de irresponsabilidade no trânsito no Extremo-Oeste catarinense. Conforme a polícia, uma motocicleta Honda NC 750X foi flagrada transitando a R$ 173/km/h.

SIGA A ALIANÇA FM NAS REDES SOCIAIS:

Segundo a PMRv, o episódio foi registrado na SC-163, em Itapiranga. O limite permitido no local é de 80km/h, ou seja, ele estava mais que o dobro acima. A conduta é uma infração de trânsito gravíssima que sujeita o infrator à penalidade de suspensão do direito de dirigir.

"A Polícia Militar Rodoviária reforça que a maioria dos sinistros com óbitos registrados pelo posto rodoviário de Iporã do Oeste nos últimos anos têm relação direta com o excesso de velocidade dos condutores usuários das rodovias", disse a PMRv, cobrando responsabilidade dos condutores.

11 jun 24 | 8h25 Por Luan De Bortoli

Motociclista é flagrado a mais de 170 km/h em rodovia do Oeste catarinense

A conduta é uma infração de trânsito gravíssima.

Motociclista é flagrado a mais de 170 km/h em rodovia do Oeste catarinense

No fim da tarde do último domingo, dia 9, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) flagrou mais um ato de irresponsabilidade no trânsito no Extremo-Oeste catarinense. Conforme a polícia, uma motocicleta Honda NC 750X foi flagrada transitando a R$ 173/km/h.

SIGA A ALIANÇA FM NAS REDES SOCIAIS:

Segundo a PMRv, o episódio foi registrado na SC-163, em Itapiranga. O limite permitido no local é de 80km/h, ou seja, ele estava mais que o dobro acima. A conduta é uma infração de trânsito gravíssima que sujeita o infrator à penalidade de suspensão do direito de dirigir.

"A Polícia Militar Rodoviária reforça que a maioria dos sinistros com óbitos registrados pelo posto rodoviário de Iporã do Oeste nos últimos anos têm relação direta com o excesso de velocidade dos condutores usuários das rodovias", disse a PMRv, cobrando responsabilidade dos condutores.