Região

14 set 21 | 9h37 Por Jocimar Soares

Itá e Concórdia estão entre as cidades mais atingidas pelo temporal no Estado

Danos estão sendo levantados pela Defesa Civil desses municípios

Itá e Concórdia estão entre as cidades mais atingidas pelo temporal no Estado
Imprimir

A Defesa Civil de Concórdia deve concluir até o fim da tarde de hoje o levantamento dos danos provocados pelo temporal das últimas horas. As equipes ainda estão a campo verificando estragos na cidade e no interior.


De acordo com a Defesa Civil Estadual, Concórdia e Itá foram as cidades mais atingidas pelo temporal no Estado. Em Concórdia, o Corpo de Bombeiros Voluntários de realizou 35 atendimentos. O balanço final foi divulgado na metade da manhã desta terça-feira, dia 14. A corporação realizou 26 entregas de lonas para a cobertura de móveis e quatro repasses de lonas em imóveis parcialmente descobertos.


Também foram quatro atendimentos de regirada de árvores caídas em via pública, na Senador Attílio Fontana (Santa Cruz), Nossa Senhora de Lourdes (Gruta) e em Fragosos. Os principais pontos de destelhamento ocorreram nos bairros Salete, Vista Alegre, Nações, São Cristóvão. Conforme a Epagri Ciram, os ventos alcançaram 87 km/h no município.


Um dos galpões do setor agropecuário no Parque de Exposições de Concórdia teve 40% da estrutura danificada pelo vento.


De acordo com a Defesa Civil de Itá, houve seis destelhamentos de grande prejuízo, oito quedas de árvores em via pública no centro, uma edificação no meio rural totalmente destruída e doze pontos de obstrução de estrada no interior.


Conforme informações, até o fim da manhã de hoje, Itá, Arvoredo, Seara, Paial e Lindóia do Sul, permaneciam com algumas localidades sem energia elétrica.


O balanço da Defesa Civil estadual aponta que os principais volumes de chuva em 12 horas na Amauc ocorreram em Itá (52mm), Piratuba (40,8mm), Concórdia (38mm), Seara (31,20mm) e Irani (31mm).


14 set 21 | 9h37 Por Jocimar Soares

Itá e Concórdia estão entre as cidades mais atingidas pelo temporal no Estado

Danos estão sendo levantados pela Defesa Civil desses municípios

Itá e Concórdia estão entre as cidades mais atingidas pelo temporal no Estado

A Defesa Civil de Concórdia deve concluir até o fim da tarde de hoje o levantamento dos danos provocados pelo temporal das últimas horas. As equipes ainda estão a campo verificando estragos na cidade e no interior.


De acordo com a Defesa Civil Estadual, Concórdia e Itá foram as cidades mais atingidas pelo temporal no Estado. Em Concórdia, o Corpo de Bombeiros Voluntários de realizou 35 atendimentos. O balanço final foi divulgado na metade da manhã desta terça-feira, dia 14. A corporação realizou 26 entregas de lonas para a cobertura de móveis e quatro repasses de lonas em imóveis parcialmente descobertos.


Também foram quatro atendimentos de regirada de árvores caídas em via pública, na Senador Attílio Fontana (Santa Cruz), Nossa Senhora de Lourdes (Gruta) e em Fragosos. Os principais pontos de destelhamento ocorreram nos bairros Salete, Vista Alegre, Nações, São Cristóvão. Conforme a Epagri Ciram, os ventos alcançaram 87 km/h no município.


Um dos galpões do setor agropecuário no Parque de Exposições de Concórdia teve 40% da estrutura danificada pelo vento.


De acordo com a Defesa Civil de Itá, houve seis destelhamentos de grande prejuízo, oito quedas de árvores em via pública no centro, uma edificação no meio rural totalmente destruída e doze pontos de obstrução de estrada no interior.


Conforme informações, até o fim da manhã de hoje, Itá, Arvoredo, Seara, Paial e Lindóia do Sul, permaneciam com algumas localidades sem energia elétrica.


O balanço da Defesa Civil estadual aponta que os principais volumes de chuva em 12 horas na Amauc ocorreram em Itá (52mm), Piratuba (40,8mm), Concórdia (38mm), Seara (31,20mm) e Irani (31mm).