Região

17 jan 22 | 16h48 Por Cristiano Mortari

Ipira registra mais de R$ 13 milhões em prejuízos em função da estiagem

A Prefeitura decretou situação de emergência na tarde de segunda-feira

Ipira registra mais de R$ 13 milhões em prejuízos em função da estiagem
Imprimir

A Prefeitura de Ipira é mais uma na Amauc, a decretar situação de emergência em função da falta de chuva. A decisão foi tomada na tarde desta segunda-feira, dia 17, durante uma reunião, onde a Comissão Municipal da Defesa Civil apresentou dados de um levantamento de prejuízos. Segundo as informações publicadas pela Prefeitura, as perdas passam de R$ 13 milhões.

 

No encontro a Defesa Civil relatou a situação precária dos níveis de água de arroios e fontes, além dos impactos causados pela seca na produção agropecuária.

 

Ainda conforme publicação da Prefeitura, a Secretaria de Obras trabalha na abertura e proteção de nascentes, abertura de reservatórios e faz o transporte de água para comunidades do interior.

 

Com o decreto, a Prefeitura apresenta as demandas à Defesa Civil do Estado. Ser for reconhecido e aprovado, o município pode buscar recursos junto a Secretaria Nacional de Defesa Civil, para intensificar ações que diminuam o prejuízo causado pela seca. 


Além Peritiba, outros municípios da Amauc também decretaram situação de emergência nas últimas semanas. Alto Bela Vista Irani, Concórdia, Lindóia do Sul, Xavantina, Seara e Peritiba são os que anunciaram a medida.


17 jan 22 | 16h48 Por Cristiano Mortari

Ipira registra mais de R$ 13 milhões em prejuízos em função da estiagem

A Prefeitura decretou situação de emergência na tarde de segunda-feira

Ipira registra mais de R$ 13 milhões em prejuízos em função da estiagem

A Prefeitura de Ipira é mais uma na Amauc, a decretar situação de emergência em função da falta de chuva. A decisão foi tomada na tarde desta segunda-feira, dia 17, durante uma reunião, onde a Comissão Municipal da Defesa Civil apresentou dados de um levantamento de prejuízos. Segundo as informações publicadas pela Prefeitura, as perdas passam de R$ 13 milhões.

 

No encontro a Defesa Civil relatou a situação precária dos níveis de água de arroios e fontes, além dos impactos causados pela seca na produção agropecuária.

 

Ainda conforme publicação da Prefeitura, a Secretaria de Obras trabalha na abertura e proteção de nascentes, abertura de reservatórios e faz o transporte de água para comunidades do interior.

 

Com o decreto, a Prefeitura apresenta as demandas à Defesa Civil do Estado. Ser for reconhecido e aprovado, o município pode buscar recursos junto a Secretaria Nacional de Defesa Civil, para intensificar ações que diminuam o prejuízo causado pela seca. 


Além Peritiba, outros municípios da Amauc também decretaram situação de emergência nas últimas semanas. Alto Bela Vista Irani, Concórdia, Lindóia do Sul, Xavantina, Seara e Peritiba são os que anunciaram a medida.