Região

21 jul 22 | 6h00 Por Jocimar Soares

Contrato para recuperação e manutenção de trecho da BR-282 deve ser assinado na semana que vem

Dnit também informou que obra licitada na última semana receberá investimentos de R$ 54,8 milhões

Contrato para recuperação e manutenção de trecho da BR-282 deve ser assinado na semana que vem
Imprimir

O contrato para os trabalhos de recuperação e manutenção dos 115 km da BR 282, entre Vargem Bonita e Chapecó, deve ser assinado na próxima semana. O processo licitatório, realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura, Dnit, ocorreu no último dia 13. A execução dos trabalhos será feita pela empresa Neovia Engenharia, ao valor de mais de R$ 54,8 milhões. O valor máximo proposto em Edital era de R$ 59 milhões


Conforme informações do Portal Oeste Mais, a empresa também dará atenção especial ao trecho da estrada entre Ponte Serrada e Irani, que apresenta a maior incidência de buracos, local em que já houve acidente com mortes. Neste trajeto haverá a retirada da pavimentação e recolocação da mesma, bem como estrutura de base e drenagem, com a recolocação da sinalização.


A expectativa é que os trabalhos iniciem já nas próximas semanas.

21 jul 22 | 6h00 Por Jocimar Soares

Contrato para recuperação e manutenção de trecho da BR-282 deve ser assinado na semana que vem

Dnit também informou que obra licitada na última semana receberá investimentos de R$ 54,8 milhões

Contrato para recuperação e manutenção de trecho da BR-282 deve ser assinado na semana que vem

O contrato para os trabalhos de recuperação e manutenção dos 115 km da BR 282, entre Vargem Bonita e Chapecó, deve ser assinado na próxima semana. O processo licitatório, realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura, Dnit, ocorreu no último dia 13. A execução dos trabalhos será feita pela empresa Neovia Engenharia, ao valor de mais de R$ 54,8 milhões. O valor máximo proposto em Edital era de R$ 59 milhões


Conforme informações do Portal Oeste Mais, a empresa também dará atenção especial ao trecho da estrada entre Ponte Serrada e Irani, que apresenta a maior incidência de buracos, local em que já houve acidente com mortes. Neste trajeto haverá a retirada da pavimentação e recolocação da mesma, bem como estrutura de base e drenagem, com a recolocação da sinalização.


A expectativa é que os trabalhos iniciem já nas próximas semanas.