Região

11 fev 24 | 15h53 Por Alisson Martins

Comandante da PM divulga nota sobre morte de mulher após confronto com polícia em Lacerdópolis

Comandante da PM divulga nota sobre morte de mulher após confronto com polícia em Lacerdópolis
Imprimir

Na tarde deste domingo (11), o Comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar de Capinzal, Major Vilmar Rosa, emitiu uma nota sobre a ocorrência registrada em Lacerdópolis, na qual uma mulher de 41 anos perdeu a vida após um confronto com a guarnição policial. O fato aconteceu por volta das 5h25min no bairro Nossa Senhora Aparecida (COHAB)

FIQUE POR DENTRO: Saiba tudo o que acontece na região e no Estado em tempo real. Faça parte da comunidade de notícias da Aliança FM no Whatsapp clicando aqui.

Nota oficial

Toda a ação da polícia, apesar de evidente a legítima defesa dos políciais e de terceiros, não afastará a apuração dos fatos.

Serão abertos dois inquéritos. Um inquérito policial militar (IPM)  e outro inquérito policial (IP) , esse último feito pela polícia judiciária.

Cumpre ratificar que toda a ação polícial foi dentro da legalidade e toda a ação foi filmada por câmera policial. Lamentável a perda da vida.

Quanto à crítica ao trabalho policial sobre os fatos, fica um breve resumo:

Pai e filhos estavam em casa, dormindo. Foram surpreendidos pelo arrombamento da casa por sua ex-mulher, alterada, ameaçando-os de morte. Pediram socorro para a polícia.

No local foi tentado dialogar com autora, que ameaçava matar todo mundo. Soltando um Pit Bull pra cima dos policiais. Cachorro esse contido pelo dono e ex-marido da autora.

Desferiu um golpe de faca no peito da policial feminina, sendo que o colete protegeu de ocasionar uma grave lesão.

Foi tentado conter a agressora, inclusive com utilização de armamento menos letal, (spark, mais conhecido por taser), ainda assim a autora e agressora fugiu pra dentro da casa e retornou com duas facas, investindo novamente contra os policiais.

Realizando o primeiro disparo nas pernas da mesma, qual não parou de investir contra os policiais. A autora teve diversas oportunidades de cessar a agressão. Porém, optou por investir contra a vida dos policiais.

Lamentável a perda da vida, mas se os policiais não tivessem agido dentro da lei, seriam outras vidas inocentes, ceifadas. Mas os policiais devem e agiram dentro da lei.

Por último, fico à disposição da sociedade para esclarecer e aclarar os fatos.


Capinzal FM


11 fev 24 | 15h53 Por Alisson Martins

Comandante da PM divulga nota sobre morte de mulher após confronto com polícia em Lacerdópolis

Comandante da PM divulga nota sobre morte de mulher após confronto com polícia em Lacerdópolis

Na tarde deste domingo (11), o Comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar de Capinzal, Major Vilmar Rosa, emitiu uma nota sobre a ocorrência registrada em Lacerdópolis, na qual uma mulher de 41 anos perdeu a vida após um confronto com a guarnição policial. O fato aconteceu por volta das 5h25min no bairro Nossa Senhora Aparecida (COHAB)

FIQUE POR DENTRO: Saiba tudo o que acontece na região e no Estado em tempo real. Faça parte da comunidade de notícias da Aliança FM no Whatsapp clicando aqui.

Nota oficial

Toda a ação da polícia, apesar de evidente a legítima defesa dos políciais e de terceiros, não afastará a apuração dos fatos.

Serão abertos dois inquéritos. Um inquérito policial militar (IPM)  e outro inquérito policial (IP) , esse último feito pela polícia judiciária.

Cumpre ratificar que toda a ação polícial foi dentro da legalidade e toda a ação foi filmada por câmera policial. Lamentável a perda da vida.

Quanto à crítica ao trabalho policial sobre os fatos, fica um breve resumo:

Pai e filhos estavam em casa, dormindo. Foram surpreendidos pelo arrombamento da casa por sua ex-mulher, alterada, ameaçando-os de morte. Pediram socorro para a polícia.

No local foi tentado dialogar com autora, que ameaçava matar todo mundo. Soltando um Pit Bull pra cima dos policiais. Cachorro esse contido pelo dono e ex-marido da autora.

Desferiu um golpe de faca no peito da policial feminina, sendo que o colete protegeu de ocasionar uma grave lesão.

Foi tentado conter a agressora, inclusive com utilização de armamento menos letal, (spark, mais conhecido por taser), ainda assim a autora e agressora fugiu pra dentro da casa e retornou com duas facas, investindo novamente contra os policiais.

Realizando o primeiro disparo nas pernas da mesma, qual não parou de investir contra os policiais. A autora teve diversas oportunidades de cessar a agressão. Porém, optou por investir contra a vida dos policiais.

Lamentável a perda da vida, mas se os policiais não tivessem agido dentro da lei, seriam outras vidas inocentes, ceifadas. Mas os policiais devem e agiram dentro da lei.

Por último, fico à disposição da sociedade para esclarecer e aclarar os fatos.


Capinzal FM