Região

07 set 21 | 13h58 Por Cristiano Mortari

Com pouca adesão, caminhoneiros encerram manifesto na BR-153 em Irani

Eles fecharam a rodovia pela manhã e somente caminhões estavam sendo parados

Com pouca adesão, caminhoneiros encerram manifesto na BR-153 em Irani
Imprimir

Os motoristas que iniciaram uma mobilização na BR-153 na manhã desta terça-feira, dia 07, no trevo de acesso a Irani, liberaram totalmente a passagem de caminhões no início da tarde. Um dos organizadores, Marcelo Vivian, relatou ao Jornalismo da Aliança FM que a adesão da população ficou abaixo do esperado.

 

Os caminhoneiros fecharam a BR às 06h da manhã e estavam liberando o trânsito a cada duas horas. Apenas caminhões estavam sendo parados. Veículos de passeio, de saúde, viaturas policiais e até caminhões que fazem o transporte de carga viva ou de material perecível não eram barrados.

 

Segundo Vivian o objetivo dos manifestantes era ressaltar a importância da democracia, da Constituição e da liberdade, sem bandeiras políticas.  Eles pretendiam ficar no local por até 72 horas. “Tivemos muito pouca adesão da população de Irani. Esse movimento não era apenas dos caminhoneiros, mas sim, da sociedade. Como não tivemos adesão, não podemos comprar essa briga sozinhos”, lamentou. “A gente esperava a presença de comerciantes e autoridades. Convidamos o prefeito e vereadores que até estavam dispostos, mas hoje não apareceu ninguém”, registrou o motorista.

 

Marcelo Vivian acrescentou que também atendeu o pedido da Polícia Rodoviária Federal. “Os policiais conversaram com a gente e relataram que no Oeste de SC o único lugar em que ainda estava sendo trancada a pista era aqui, então entramos em acordo e liberamos a passagem dos caminhões”, finalizou.

 

De acordo com os organizadores, eles aguardavam orientações de outros caminhoneiros que estariam em Brasília, para uma possível mobilização na sexta-feira, dia 10, mas até então não há previsão de novos manifestos na região de Irani.

07 set 21 | 13h58 Por Cristiano Mortari

Com pouca adesão, caminhoneiros encerram manifesto na BR-153 em Irani

Eles fecharam a rodovia pela manhã e somente caminhões estavam sendo parados

Com pouca adesão, caminhoneiros encerram manifesto na BR-153 em Irani

Os motoristas que iniciaram uma mobilização na BR-153 na manhã desta terça-feira, dia 07, no trevo de acesso a Irani, liberaram totalmente a passagem de caminhões no início da tarde. Um dos organizadores, Marcelo Vivian, relatou ao Jornalismo da Aliança FM que a adesão da população ficou abaixo do esperado.

 

Os caminhoneiros fecharam a BR às 06h da manhã e estavam liberando o trânsito a cada duas horas. Apenas caminhões estavam sendo parados. Veículos de passeio, de saúde, viaturas policiais e até caminhões que fazem o transporte de carga viva ou de material perecível não eram barrados.

 

Segundo Vivian o objetivo dos manifestantes era ressaltar a importância da democracia, da Constituição e da liberdade, sem bandeiras políticas.  Eles pretendiam ficar no local por até 72 horas. “Tivemos muito pouca adesão da população de Irani. Esse movimento não era apenas dos caminhoneiros, mas sim, da sociedade. Como não tivemos adesão, não podemos comprar essa briga sozinhos”, lamentou. “A gente esperava a presença de comerciantes e autoridades. Convidamos o prefeito e vereadores que até estavam dispostos, mas hoje não apareceu ninguém”, registrou o motorista.

 

Marcelo Vivian acrescentou que também atendeu o pedido da Polícia Rodoviária Federal. “Os policiais conversaram com a gente e relataram que no Oeste de SC o único lugar em que ainda estava sendo trancada a pista era aqui, então entramos em acordo e liberamos a passagem dos caminhões”, finalizou.

 

De acordo com os organizadores, eles aguardavam orientações de outros caminhoneiros que estariam em Brasília, para uma possível mobilização na sexta-feira, dia 10, mas até então não há previsão de novos manifestos na região de Irani.