Região

28 nov 19 | 16h39 Por Jocimar Soares

Arabutã projeta orçamento de R$ 23,5 milhões para 2020

Projeto de Lei já está tramitando na Câmara de Vereadores de Arabutã.

Arabutã projeta orçamento de R$ 23,5 milhões para 2020
Imprimir

Está tramitando na Câmara de Vereadores de Arabutã o projeto de lei que estima a receita e fica a despesa do Município para o exercício de 2020 em R$ 23.546.985,00, sendo R$ 15.965.645,00 do Orçamento Fiscal e R$ 7.581.340,00 da Seguridade Social. “O Orçamento foi elaborado pensando nas diretrizes de manter a saúde financeira do Município para que se continuem os trabalhos de todos os setores. O motor da econômica local é a Agropecuária e isso se reflete nos números da receita e nas despesas com o Setor de Transportes e Agricultura.”, destaca a prefeita de Arabutã, Leani Schmitt.


Para 2020, a Administração Municipal pretende manter os investimentos, visando a melhoria da qualidade de vida em todos os setores, aprimorando o serviço prestado aos cidadãos com mais agilidade e eficiência e criando condições para que o município se desenvolva. “Será mais um ano desafiador. Nossa intenção é continuar trabalhando de forma comprometida, com seriedade e transparência para atender as crescentes demandas de nossos munícipes”, comenta a prefeita.


Prestação de Contas


O Município realizou uma ampla prestação de contas nas comunidades, apresentando os números, investimentos e ações que foram desenvolvidas neste período. “Foram momentos oportunos para debatermos com as comunidades sobre as realizações nos últimos três exercícios e, ao mesmo tempo, ouvirmos quais as prioridades que devem ser atendidas neste fim de ano e projetando o ano que vem”, acrescenta Leani Schmitt.


A Administração Municipal vem trabalhando com empenho para manter o equilíbrio nas contas e prestar um serviço de qualidade à população. A Municipalidade tem redobrado esforços para fazer com que os cidadãos sejam bem atendidos. Além disso, o Poder Público tem buscado alternativas para atrair novos investidores e gerar mais empregos.


(Fonte: PG Comunicação)

28 nov 19 | 16h39 Por Jocimar Soares

Arabutã projeta orçamento de R$ 23,5 milhões para 2020

Projeto de Lei já está tramitando na Câmara de Vereadores de Arabutã.

Arabutã projeta orçamento de R$ 23,5 milhões para 2020

Está tramitando na Câmara de Vereadores de Arabutã o projeto de lei que estima a receita e fica a despesa do Município para o exercício de 2020 em R$ 23.546.985,00, sendo R$ 15.965.645,00 do Orçamento Fiscal e R$ 7.581.340,00 da Seguridade Social. “O Orçamento foi elaborado pensando nas diretrizes de manter a saúde financeira do Município para que se continuem os trabalhos de todos os setores. O motor da econômica local é a Agropecuária e isso se reflete nos números da receita e nas despesas com o Setor de Transportes e Agricultura.”, destaca a prefeita de Arabutã, Leani Schmitt.


Para 2020, a Administração Municipal pretende manter os investimentos, visando a melhoria da qualidade de vida em todos os setores, aprimorando o serviço prestado aos cidadãos com mais agilidade e eficiência e criando condições para que o município se desenvolva. “Será mais um ano desafiador. Nossa intenção é continuar trabalhando de forma comprometida, com seriedade e transparência para atender as crescentes demandas de nossos munícipes”, comenta a prefeita.


Prestação de Contas


O Município realizou uma ampla prestação de contas nas comunidades, apresentando os números, investimentos e ações que foram desenvolvidas neste período. “Foram momentos oportunos para debatermos com as comunidades sobre as realizações nos últimos três exercícios e, ao mesmo tempo, ouvirmos quais as prioridades que devem ser atendidas neste fim de ano e projetando o ano que vem”, acrescenta Leani Schmitt.


A Administração Municipal vem trabalhando com empenho para manter o equilíbrio nas contas e prestar um serviço de qualidade à população. A Municipalidade tem redobrado esforços para fazer com que os cidadãos sejam bem atendidos. Além disso, o Poder Público tem buscado alternativas para atrair novos investidores e gerar mais empregos.


(Fonte: PG Comunicação)