Política

04 fev 21 | 15h38 Por Jocimar Soares

Zagonel solicita informações sobre melhorias e revitalização nas escadarias da Vila União

Ministério Público abriu investigação sobre suposta omissão do Poder Público nesta localidade

Zagonel solicita informações sobre melhorias e revitalização nas escadarias da Vila União
Imprimir

Com o intuito de saber se já existe algum projeto de revitalização para as escadarias da Vila União e, se existe a intenção de fazê-lo com rapidez, Closmar Zagonel (MDB), usou a tribuna da Câmara de Vereadores para cobrar da administração municipal, através do Pedido de Informação 4/2021, uma solução sobre o problema.


Zagonel comentou que, esse mesmo tema, foi abordado pelo Ministério Público, nesta semana, quando o Juiz de Direito da Vara Criminal de Concórdia, Ildo Fabris Junior, encaminhou informação ao Ministério Público, demonstrando preocupação com o problema estrutural da Vila União e a ausência de notícias sobre ações do Poder Público Municipal para resolver a situação. Já que na última semana, o Promotor de Justiça Marcos De Martino visitou pessoalmente o local e constatou inúmeras deficiências estruturais. “Essa situação vem se agravando há mais de 25 anos. O bairro está lotado, com muitas famílias, trabalhadores, escadarias estreitas que não tem como fazer uma rua. Não estou dizendo que esse é um problema do governo atual, são dos outros também.


Closmar Zagonel contou que em agosto de 2017 foram mobilizados moradores e lideranças comunitárias, onde foram apresentados requerimento e fotografias daquele problema. “Apesar de a administração ter feito algumas ações paliativas, a situação ainda é complicada e o problema continua”.


O Líder do Governo, Wagner Simioni (PSDB), diz que o município está ciente sobre os problemas. Ele destacou durante a sessão que o loteamento foi aprovado em 1992 e sempre existiram no mesmo formato. “É bom que se diga que debaixo da escadaria passa o sistema de esgoto. Na época a matrícula foi repassada para os moradores que ficaram donos dos imóveis. O problema é que a infraestrutura não caminhou junto, mas deveria”.


Simioni disse as manutenções foram feitas nos últimos quatro anos e foram trocadas 300 placas das escadarias, além de instaladas 50 lâmpadas de led no trecho. “Não nos furtamos de fazer as manutenções. Só para ter uma ideia, cada placa das escadas pesa 250 quilos e nesse período foram 30 trocadas. Temos lá problema de criminalidade e relato da Polícia Militar, que as escadas são quebradas para que os policiais tenham dificuldade no acesso”, comentou.


O Líder do PL na Câmara, Mauro Fretta, que também é Bombeiro Voluntário, explica que, por inúmeras vezes foi até o local para atender pacientes e sentiu a dificuldade pela degradação das escadarias. “Vocês não tem noção do quanto é difícil subir as escadas com pacientes acamados. Infelizmente alguns moradores acabam danificando as escadas para que a polícia tenha dificuldade para coibir a criminalidade. Então vejo que tem que ser tomada uma atitude com urgência”, comentou.


Os vereadores Ingrid Fiorentin e Vilmar Comassetto também se manifestaram favoráveis ao Pedido de Informação, que foi aprovado por unanimidade.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas)

04 fev 21 | 15h38 Por Jocimar Soares

Zagonel solicita informações sobre melhorias e revitalização nas escadarias da Vila União

Ministério Público abriu investigação sobre suposta omissão do Poder Público nesta localidade

Zagonel solicita informações sobre melhorias e revitalização nas escadarias da Vila União

Com o intuito de saber se já existe algum projeto de revitalização para as escadarias da Vila União e, se existe a intenção de fazê-lo com rapidez, Closmar Zagonel (MDB), usou a tribuna da Câmara de Vereadores para cobrar da administração municipal, através do Pedido de Informação 4/2021, uma solução sobre o problema.


Zagonel comentou que, esse mesmo tema, foi abordado pelo Ministério Público, nesta semana, quando o Juiz de Direito da Vara Criminal de Concórdia, Ildo Fabris Junior, encaminhou informação ao Ministério Público, demonstrando preocupação com o problema estrutural da Vila União e a ausência de notícias sobre ações do Poder Público Municipal para resolver a situação. Já que na última semana, o Promotor de Justiça Marcos De Martino visitou pessoalmente o local e constatou inúmeras deficiências estruturais. “Essa situação vem se agravando há mais de 25 anos. O bairro está lotado, com muitas famílias, trabalhadores, escadarias estreitas que não tem como fazer uma rua. Não estou dizendo que esse é um problema do governo atual, são dos outros também.


Closmar Zagonel contou que em agosto de 2017 foram mobilizados moradores e lideranças comunitárias, onde foram apresentados requerimento e fotografias daquele problema. “Apesar de a administração ter feito algumas ações paliativas, a situação ainda é complicada e o problema continua”.


O Líder do Governo, Wagner Simioni (PSDB), diz que o município está ciente sobre os problemas. Ele destacou durante a sessão que o loteamento foi aprovado em 1992 e sempre existiram no mesmo formato. “É bom que se diga que debaixo da escadaria passa o sistema de esgoto. Na época a matrícula foi repassada para os moradores que ficaram donos dos imóveis. O problema é que a infraestrutura não caminhou junto, mas deveria”.


Simioni disse as manutenções foram feitas nos últimos quatro anos e foram trocadas 300 placas das escadarias, além de instaladas 50 lâmpadas de led no trecho. “Não nos furtamos de fazer as manutenções. Só para ter uma ideia, cada placa das escadas pesa 250 quilos e nesse período foram 30 trocadas. Temos lá problema de criminalidade e relato da Polícia Militar, que as escadas são quebradas para que os policiais tenham dificuldade no acesso”, comentou.


O Líder do PL na Câmara, Mauro Fretta, que também é Bombeiro Voluntário, explica que, por inúmeras vezes foi até o local para atender pacientes e sentiu a dificuldade pela degradação das escadarias. “Vocês não tem noção do quanto é difícil subir as escadas com pacientes acamados. Infelizmente alguns moradores acabam danificando as escadas para que a polícia tenha dificuldade para coibir a criminalidade. Então vejo que tem que ser tomada uma atitude com urgência”, comentou.


Os vereadores Ingrid Fiorentin e Vilmar Comassetto também se manifestaram favoráveis ao Pedido de Informação, que foi aprovado por unanimidade.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas)