Política

30 abr 21 | 9h03 Por Jocimar Soares

Vereador de Itá será afastado das funções até julgamento de recurso no TSE

Jonas Vortmann, do Podemos, foi o segundo parlamentar mais votado em Itá nas eleições de 2020

Vereador de Itá será afastado das funções até julgamento de recurso no TSE
Imprimir

O vereador de Itá, Jonas Vortmann, do Podemos, será afastado dos trabalhos legislativos até o julgamento do recurso pelo Tribunal Superior Eleitoral, TSE. O parlamentar teve o diploma cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina por ter condenação criminal transitada em julgado, ou seja não sendo possível qualquer tipo de recurso. Vortmann recorreu dessa decisão proferida pela Justiça Eleitoral no último dia 17, mas não houve concessão do efeito suspensivo.


A ação foi movida pela coligação derrotada no último pleito eleitoral. Conforme apurou a Aliança FM, o processo criminal que resultou no afastamento de Vortmann não tem a ver com as eleições do ano passado, no qual ele recebeu 301 votos, sendo o segundo mais votado. Trata-se de outra ação judicial, na esfera criminal, que estaria arquivada e inicialmente não teria provocado indeferimento de sua candidatura.


A Câmara de Vereadores de Itá deverá ser oficializada pela Justiça Eleitoral de Seara nesta sexta-feira, dia 30 e o afastamento ocorrerá até que haja o julgamento do recurso pelo TSE. Quem assumirá os trabalhos na Câmara de Vereadores é o suplente, Amauri Sartoretto, também do Podemos.


(Com informações da Belos FM)

30 abr 21 | 9h03 Por Jocimar Soares

Vereador de Itá será afastado das funções até julgamento de recurso no TSE

Jonas Vortmann, do Podemos, foi o segundo parlamentar mais votado em Itá nas eleições de 2020

Vereador de Itá será afastado das funções até julgamento de recurso no TSE

O vereador de Itá, Jonas Vortmann, do Podemos, será afastado dos trabalhos legislativos até o julgamento do recurso pelo Tribunal Superior Eleitoral, TSE. O parlamentar teve o diploma cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina por ter condenação criminal transitada em julgado, ou seja não sendo possível qualquer tipo de recurso. Vortmann recorreu dessa decisão proferida pela Justiça Eleitoral no último dia 17, mas não houve concessão do efeito suspensivo.


A ação foi movida pela coligação derrotada no último pleito eleitoral. Conforme apurou a Aliança FM, o processo criminal que resultou no afastamento de Vortmann não tem a ver com as eleições do ano passado, no qual ele recebeu 301 votos, sendo o segundo mais votado. Trata-se de outra ação judicial, na esfera criminal, que estaria arquivada e inicialmente não teria provocado indeferimento de sua candidatura.


A Câmara de Vereadores de Itá deverá ser oficializada pela Justiça Eleitoral de Seara nesta sexta-feira, dia 30 e o afastamento ocorrerá até que haja o julgamento do recurso pelo TSE. Quem assumirá os trabalhos na Câmara de Vereadores é o suplente, Amauri Sartoretto, também do Podemos.


(Com informações da Belos FM)