Política

14 jul 21 | 12h50 Por Cristiano Mortari

Presidente Bolsonaro é internado após sentir dores abdominais

Ele foi levado ao Hospital das Forças Armadas em Brasília durante a madrugada e transferido a São Paulo

Presidente Bolsonaro é internado após sentir dores abdominais
Imprimir

Após ser sedado para a realização de exames, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro precisará ser transferido para um hospital de São Paulo nesta quarta-feira, dia 14. Conforme informações do Ministério das Comunicações, na capital paulista, um médico avaliará a necessidade de uma cirurgia em Bolsonaro.


Durante a madrugada desta quarta-feira, Bolsonaro foi internado no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília. Ele teria sentido dores abdominais e foi internado para fazer exames. 


Devido ao fato, a agenda presidencial desta manhã foi cancelada. Até o momento, o Palácio do Planalto não detalhou o estado de saúde do presidente. Nos últimos dias, ele se queixava de um soluço constante.


O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, informou em uma rede social, que o presidente Jair Bolsonaro "está bem" e vai ficar apenas em observação".

14 jul 21 | 12h50 Por Cristiano Mortari

Presidente Bolsonaro é internado após sentir dores abdominais

Ele foi levado ao Hospital das Forças Armadas em Brasília durante a madrugada e transferido a São Paulo

Presidente Bolsonaro é internado após sentir dores abdominais

Após ser sedado para a realização de exames, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro precisará ser transferido para um hospital de São Paulo nesta quarta-feira, dia 14. Conforme informações do Ministério das Comunicações, na capital paulista, um médico avaliará a necessidade de uma cirurgia em Bolsonaro.


Durante a madrugada desta quarta-feira, Bolsonaro foi internado no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília. Ele teria sentido dores abdominais e foi internado para fazer exames. 


Devido ao fato, a agenda presidencial desta manhã foi cancelada. Até o momento, o Palácio do Planalto não detalhou o estado de saúde do presidente. Nos últimos dias, ele se queixava de um soluço constante.


O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, informou em uma rede social, que o presidente Jair Bolsonaro "está bem" e vai ficar apenas em observação".