Política

19 jan 22 | 7h36 Por Cristiano Mortari

Prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, é o novo presidente do PSDB de SC

Ele assumiu o comando do partido na terça-feira e deve seguir à frente da sigla até abril

Prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, é o novo presidente do PSDB de SC
Imprimir

O prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, é o novo presidente do PSDB de Santa Catarina. Ele assumiu o cargo no lugar da deputada federal Geovania de Sá, que pediu licença do cargo. A reunião da Executiva do partido, que oficializou a mudança, aconteceu na tarde de terça-feira, dia 18.


A deputada federal relatou que vai se dedicar somente ao mandato e pretende trabalhar visando a reeleição. Em entrevista ao Jornalismo da Aliança FM, o prefeito Pacheco destacou que mesmo na função, o foco dele é o trabalho em Concórdia. “É um compromisso, uma responsabilidade muito grande. A deputada Gevania de Sá colocou a situação dela, que como pré-candidata e no comando do partido, há uma incompatibilidade e o melhor seria se licenciar. Como vice-presidente assumi o PSDB, mas deixei claro que meu foco é manter a gestão eficiente em Concórdia. E só aceitei com a condição de criar de uma comissão para auxiliar no trabalho de montagem de grupos de pré-candidatos a deputados e majoritária. O partido já tem uma listagem, mas vamos trabalhar de forma conjunta”, detalhou.


O prefeito de Concórdia também comentou que deve ficar no cago de presidente do PSDB estadual até abril. “Assumir o comando de um partido tão importante, com conquistas a nível de Brasil, protagonista no Plano Real, Genéricos, Lei da Responsabilidade Fiscal, é uma honra.  Tenho plena consciência no que impacta no trabalho como presidente Estadual, e em conjunto vamos cumprir esta missão. Mas, ao assumir, também coloquei que fico à frente do PSDB por tempo determinado, até as convenções que acontecem em abril, quando haverá a escolha do novo Diretório e da nova Executiva”, adiantou Pacheco.

 

Na reunião da terça-feira, além de definir a nova presidência, o PSDB também apresentou o grupo de trabalho que vai atuar na linha de frente na composição das nominatas aos cargos de deputados estaduais e federais e na composição da candidatura majoritária. O grupo será coordenado pelo prefeito de Criciúma Clésio Salvaro, e terá  Rogério Pacheco, os ex-senadores Leonel Pavan, Dalírio Beber e Paulo Bauer, o ex-deputado Gilmar Knasel, os deputados estaduais Marcos Vieira e Vicente Caropreso, a deputada federal Geovania de Sá e o prefeito de Araquari, Clenilton Pereira.

19 jan 22 | 7h36 Por Cristiano Mortari

Prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, é o novo presidente do PSDB de SC

Ele assumiu o comando do partido na terça-feira e deve seguir à frente da sigla até abril

Prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, é o novo presidente do PSDB de SC

O prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, é o novo presidente do PSDB de Santa Catarina. Ele assumiu o cargo no lugar da deputada federal Geovania de Sá, que pediu licença do cargo. A reunião da Executiva do partido, que oficializou a mudança, aconteceu na tarde de terça-feira, dia 18.


A deputada federal relatou que vai se dedicar somente ao mandato e pretende trabalhar visando a reeleição. Em entrevista ao Jornalismo da Aliança FM, o prefeito Pacheco destacou que mesmo na função, o foco dele é o trabalho em Concórdia. “É um compromisso, uma responsabilidade muito grande. A deputada Gevania de Sá colocou a situação dela, que como pré-candidata e no comando do partido, há uma incompatibilidade e o melhor seria se licenciar. Como vice-presidente assumi o PSDB, mas deixei claro que meu foco é manter a gestão eficiente em Concórdia. E só aceitei com a condição de criar de uma comissão para auxiliar no trabalho de montagem de grupos de pré-candidatos a deputados e majoritária. O partido já tem uma listagem, mas vamos trabalhar de forma conjunta”, detalhou.


O prefeito de Concórdia também comentou que deve ficar no cago de presidente do PSDB estadual até abril. “Assumir o comando de um partido tão importante, com conquistas a nível de Brasil, protagonista no Plano Real, Genéricos, Lei da Responsabilidade Fiscal, é uma honra.  Tenho plena consciência no que impacta no trabalho como presidente Estadual, e em conjunto vamos cumprir esta missão. Mas, ao assumir, também coloquei que fico à frente do PSDB por tempo determinado, até as convenções que acontecem em abril, quando haverá a escolha do novo Diretório e da nova Executiva”, adiantou Pacheco.

 

Na reunião da terça-feira, além de definir a nova presidência, o PSDB também apresentou o grupo de trabalho que vai atuar na linha de frente na composição das nominatas aos cargos de deputados estaduais e federais e na composição da candidatura majoritária. O grupo será coordenado pelo prefeito de Criciúma Clésio Salvaro, e terá  Rogério Pacheco, os ex-senadores Leonel Pavan, Dalírio Beber e Paulo Bauer, o ex-deputado Gilmar Knasel, os deputados estaduais Marcos Vieira e Vicente Caropreso, a deputada federal Geovania de Sá e o prefeito de Araquari, Clenilton Pereira.