Política

05 abr 11 | 12h33 Por Rádio Aliança

Grupo que assaltava na região é preso em Chapecó

Grupo que assaltava na região é preso em Chapecó
Imprimir
A Polícia Civil de Santa Catarina, através das equipes de policiais de Chapecó e Blumenau conseguiu desarticular uma das maiores quadrilhas de roubo a estabelecimentos bancários e de transporte de valores em atividade no Estado de Santa Catarina. Os integrantes da quadrilha foram presos em Chapecó, onde estavam planejando mais crimes. Além disso, há a suspeita de participações em roubos ocorridos em Chapecó e na região oeste.

A investigação - efetuada pelas equipes da COP e do NINT - Blumenau - perdurou por mais de seis meses, tendo início em virtude da ocorrência de roubos na cidade de Blumenau e no litoral do Estado. Após diligências na região do Vale do Itajaí, sobrevieram informações acerca da quadrilha, estando esta sediada em Chapecó e em outras cidades da região oeste.

As investigações em Chapecó iniciaram-se na semana passada, sendo que hoje por volta de 05h00min houve a deflagração da operação policial. Os trabalhos de acompanhamento da quadrilha perduraram por mais de 24 horas até que houve a prisão dos criminoso.

A prisão de integrantes da quadrilha teve início na estação rodoviária de Chapecó, local onde três indivíduos estavam mantendo contato, ocasião em que dois deles foram presos, e o terceiro empreendeu fuga para um matagal na região do bairro Passo dos Fortes.

Após, as equipes operacionais de Chapecó e Blumenau empreenderam diligências no bairro Jardim América, em uma chácara, onde estavam mais dois integrantes da quadrilha, sendo que um deles conseguiu fugir em direção à subestação de tratamento de esgoto de Chapecó. Nas duas abordagens houve troca de tiros entre policiais civis e bandidos, sem nenhum risco à integridade física dos policiais. As buscas aos dois foragidos foram intensificadas até que sejam localizados.

Foram presos Jonathan Rafael Fischer, Aragonês William de Oliveira e Eduardo Francisco de Oliveira.
Além dos detidos os dois indivíduos que empreenderam fuga foram identificados como sendo Jackson Nildo Paes e Ricardo Oliveira.

A operação resultou na apreensão de um fuzil AK 47 calibre 762 mm, uma espingarda calibre 12, uma pistola calibre 9 mm, uma Pistola calibre .380, 80 munições de calibre 762 mm, 259 munições de calibre 9mm, 12 munições calibre 12, coletes balísticos, uma rede de camuflagem na mata, diversas máscaras tipo "bala-clava", três imitações de pistola, três rádios HT configurados na freqüência das polícias, filmadoras, uma algema, um binóculo, vários "miguelitos" (utilizados para perfurar pneus em perseguições), chaves "mixa", cinco celulares, e demais objetos utilizados para prática de ações delituosas.

As investigações continuam no tocante ao envolvimento de outras pessoas, bem como na localização e apreensão de outros objetos, além das buscas aos dois indivíduos que fugiram do cerco policial durante as trocas de tiros. Com esta investigação e a desarticulação da quadrilha, acredita-se na diminuição das ocorrências de roubos/furtos de agências bancárias, cofres de empresas, bem como em roubos praticados na região litoral e oeste do Estado.

A operação contou com a presença de aproximadamente vinte policiais entre as equipes de Chapecó e Blumenau. A Polícia Militar auxiliou nas diligências e realiza buscas aos indivíduos foragidos durante a operação.
05 abr 11 | 12h33 Por Rádio Aliança

Grupo que assaltava na região é preso em Chapecó

Grupo que assaltava na região é preso em Chapecó
A Polícia Civil de Santa Catarina, através das equipes de policiais de Chapecó e Blumenau conseguiu desarticular uma das maiores quadrilhas de roubo a estabelecimentos bancários e de transporte de valores em atividade no Estado de Santa Catarina. Os integrantes da quadrilha foram presos em Chapecó, onde estavam planejando mais crimes. Além disso, há a suspeita de participações em roubos ocorridos em Chapecó e na região oeste.

A investigação - efetuada pelas equipes da COP e do NINT - Blumenau - perdurou por mais de seis meses, tendo início em virtude da ocorrência de roubos na cidade de Blumenau e no litoral do Estado. Após diligências na região do Vale do Itajaí, sobrevieram informações acerca da quadrilha, estando esta sediada em Chapecó e em outras cidades da região oeste.

As investigações em Chapecó iniciaram-se na semana passada, sendo que hoje por volta de 05h00min houve a deflagração da operação policial. Os trabalhos de acompanhamento da quadrilha perduraram por mais de 24 horas até que houve a prisão dos criminoso.

A prisão de integrantes da quadrilha teve início na estação rodoviária de Chapecó, local onde três indivíduos estavam mantendo contato, ocasião em que dois deles foram presos, e o terceiro empreendeu fuga para um matagal na região do bairro Passo dos Fortes.

Após, as equipes operacionais de Chapecó e Blumenau empreenderam diligências no bairro Jardim América, em uma chácara, onde estavam mais dois integrantes da quadrilha, sendo que um deles conseguiu fugir em direção à subestação de tratamento de esgoto de Chapecó. Nas duas abordagens houve troca de tiros entre policiais civis e bandidos, sem nenhum risco à integridade física dos policiais. As buscas aos dois foragidos foram intensificadas até que sejam localizados.

Foram presos Jonathan Rafael Fischer, Aragonês William de Oliveira e Eduardo Francisco de Oliveira.
Além dos detidos os dois indivíduos que empreenderam fuga foram identificados como sendo Jackson Nildo Paes e Ricardo Oliveira.

A operação resultou na apreensão de um fuzil AK 47 calibre 762 mm, uma espingarda calibre 12, uma pistola calibre 9 mm, uma Pistola calibre .380, 80 munições de calibre 762 mm, 259 munições de calibre 9mm, 12 munições calibre 12, coletes balísticos, uma rede de camuflagem na mata, diversas máscaras tipo "bala-clava", três imitações de pistola, três rádios HT configurados na freqüência das polícias, filmadoras, uma algema, um binóculo, vários "miguelitos" (utilizados para perfurar pneus em perseguições), chaves "mixa", cinco celulares, e demais objetos utilizados para prática de ações delituosas.

As investigações continuam no tocante ao envolvimento de outras pessoas, bem como na localização e apreensão de outros objetos, além das buscas aos dois indivíduos que fugiram do cerco policial durante as trocas de tiros. Com esta investigação e a desarticulação da quadrilha, acredita-se na diminuição das ocorrências de roubos/furtos de agências bancárias, cofres de empresas, bem como em roubos praticados na região litoral e oeste do Estado.

A operação contou com a presença de aproximadamente vinte policiais entre as equipes de Chapecó e Blumenau. A Polícia Militar auxiliou nas diligências e realiza buscas aos indivíduos foragidos durante a operação.