Política

27 ago 21 | 6h00 Por André Krüger

Autor de tentativa de homicídio em Arvoredo será julgado na próxima segunda-feira

Crime ocorreu em maio de 2013 em Linha São Luiz

Autor de tentativa de homicídio em Arvoredo será julgado na próxima segunda-feira
Imprimir

Acontece na próxima segunda-feira, dia 30, o segundo júri de 2021 no Fórum da Comarca de Seara. Estará no banco dos réus um homem de iniciais O.A.N., acusado de uma tentativa de homicídio, que aconteceu em maio de 2013, no interior de Arvoredo.


A sessão está marcada para iniciar às 13h15, e será presidido pelo juiz Douglas Cristian Fontana. Na acusação vai atuar a promotora Marta Fernanda Tumelero e o advogado de defesa será Edson Pompeo da Silva. O júri não terá a presença do público.


Consta nos autos do processo que no dia 11 de maio de 2013, por volta das 21h, na Linha São Luiz, interior de Arvoredo, no bar da comunidade, o réu, de posse de uma arma de fogo, calibre 32, efetuou um disparo em direção à vítima, Ledonio Carraro, causando-lhe três lesões. Ainda segundo o processo, o denunciado agiu por motivo fútil agredindo a vítima e atirando nela após uma discussão por questões religiosas.

27 ago 21 | 6h00 Por André Krüger

Autor de tentativa de homicídio em Arvoredo será julgado na próxima segunda-feira

Crime ocorreu em maio de 2013 em Linha São Luiz

Autor de tentativa de homicídio em Arvoredo será julgado na próxima segunda-feira

Acontece na próxima segunda-feira, dia 30, o segundo júri de 2021 no Fórum da Comarca de Seara. Estará no banco dos réus um homem de iniciais O.A.N., acusado de uma tentativa de homicídio, que aconteceu em maio de 2013, no interior de Arvoredo.


A sessão está marcada para iniciar às 13h15, e será presidido pelo juiz Douglas Cristian Fontana. Na acusação vai atuar a promotora Marta Fernanda Tumelero e o advogado de defesa será Edson Pompeo da Silva. O júri não terá a presença do público.


Consta nos autos do processo que no dia 11 de maio de 2013, por volta das 21h, na Linha São Luiz, interior de Arvoredo, no bar da comunidade, o réu, de posse de uma arma de fogo, calibre 32, efetuou um disparo em direção à vítima, Ledonio Carraro, causando-lhe três lesões. Ainda segundo o processo, o denunciado agiu por motivo fútil agredindo a vítima e atirando nela após uma discussão por questões religiosas.