Polícia

12 ago 20 | 17h30 Por Cristiano Mortari

VÍDEO - Motocicleta com placa de Concórdia é apreendida com mais de R$ 70 mil em multas

Flagrante foi feito no Paraná. O condutor também estava sem CNH e sem os documentos da moto

VÍDEO - Motocicleta com placa de Concórdia é apreendida com mais de R$ 70 mil em multas
Imprimir

Uma motocicleta com placa de Concórdia foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde de terça-feira, dia 11. Ela tem R$ 73 mil em multas. A apreensão foi na Lapa, Região Metropolitana de Curitiba, PR, durante abordagem da Polícia.

 

Avaliada em R$ 3 mil, a moto acumulava mais de 90 multas emitidas, além de licenciamento vencido há quatro anos. Dentre as irregularidades graves que geraram tantas multas, estão avanços de sinal vermelho, transitar em ciclovias e excesso de velocidade. As multas somam milhares de pontos na CNH.


Além disso, o condutor não apresentou a documentação da moto na hora da abordagem. E para completar, ele não possuía Carteira Nacional de Habilitação. Ele alegou aos policiais que comprou o veículo pela internet.


12 ago 20 | 17h30 Por Cristiano Mortari

VÍDEO - Motocicleta com placa de Concórdia é apreendida com mais de R$ 70 mil em multas

Flagrante foi feito no Paraná. O condutor também estava sem CNH e sem os documentos da moto

VÍDEO - Motocicleta com placa de Concórdia é apreendida com mais de R$ 70 mil em multas

Uma motocicleta com placa de Concórdia foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde de terça-feira, dia 11. Ela tem R$ 73 mil em multas. A apreensão foi na Lapa, Região Metropolitana de Curitiba, PR, durante abordagem da Polícia.

 

Avaliada em R$ 3 mil, a moto acumulava mais de 90 multas emitidas, além de licenciamento vencido há quatro anos. Dentre as irregularidades graves que geraram tantas multas, estão avanços de sinal vermelho, transitar em ciclovias e excesso de velocidade. As multas somam milhares de pontos na CNH.


Além disso, o condutor não apresentou a documentação da moto na hora da abordagem. E para completar, ele não possuía Carteira Nacional de Habilitação. Ele alegou aos policiais que comprou o veículo pela internet.