Polícia

06 nov 19 | 10h20 Por André Krüger

Transportadora de Seara procura por caminhão que foi roubado em SP

Quadrilha que levou o veículo seria especializada em desmanche, na região de Bragança Paulista.

Transportadora de Seara procura por caminhão que foi roubado em SP
Imprimir

Uma empresa transportadora de Seara ainda busca informações sobre o paradeiro de uma carreta, de sua propriedade, que está desaparecida após ser levada em assalto em São Paulo. O fato ocorreu nesta semana e, conforme informações, o veículo teria sido levado por uma quadrilha especializada em desmanches de veículos. Trata-se de um cavalo mecânico Mercedes Benz.


Conforme relatos, o caminhão foi tomado de assalto por uma quadrilha fortemente armada na manhã da segunda-feira, dia 4, quando estava parada em um posto de combustíveis na cidade de Bragança Paulista. O veículo estava vazio.


O motorista, que é morador da cidade de Porto União, ficou em poder dos bandidos até a metade da tarde da segunda-feira, quando foi liberado e conseguiu manter contato com a transportadora, em Seara, para informar o crime.

06 nov 19 | 10h20 Por André Krüger

Transportadora de Seara procura por caminhão que foi roubado em SP

Quadrilha que levou o veículo seria especializada em desmanche, na região de Bragança Paulista.

Transportadora de Seara procura por caminhão que foi roubado em SP

Uma empresa transportadora de Seara ainda busca informações sobre o paradeiro de uma carreta, de sua propriedade, que está desaparecida após ser levada em assalto em São Paulo. O fato ocorreu nesta semana e, conforme informações, o veículo teria sido levado por uma quadrilha especializada em desmanches de veículos. Trata-se de um cavalo mecânico Mercedes Benz.


Conforme relatos, o caminhão foi tomado de assalto por uma quadrilha fortemente armada na manhã da segunda-feira, dia 4, quando estava parada em um posto de combustíveis na cidade de Bragança Paulista. O veículo estava vazio.


O motorista, que é morador da cidade de Porto União, ficou em poder dos bandidos até a metade da tarde da segunda-feira, quando foi liberado e conseguiu manter contato com a transportadora, em Seara, para informar o crime.