Polícia

22 out 20 | 9h32 Por André Krüger / Jocimar Soares

Sequestradores passaram por Itá e Chapecó antes de irem para cativeiro, em Cantagalo-PR

Tamires Gemelli havia sido sequestrada em Erechim na última sexta-feira, dia 16

Sequestradores passaram por Itá e Chapecó antes de irem para cativeiro, em Cantagalo-PR
Imprimir

Os sequestradores da médica de Erechim, Tamires Gemelli, passaram por Itá e Chapecó antes de irem para o cativeiro na cidade de Cantagalo, no Paraná. A informação foi dada em coletiva de iprensa na manhã de hoje pela polícia gaúcha. A liberação da ginecologista e prisão dos envolvidos aconteceu na noite de quarta-feira, dia 21.


Em entrevista coletiva na manhã de hoje, os delegados revelaram que, após o sequestro na manhã da sexta-feira, dia 16, a logística dos bandidos incluiu Itá e Chapecó durante o fim de semana. No começo da manhã da segunda-feira, dia 19, o grupo partiu para a cidade de Cantagalo, no Paraná, onde ela foi mantida em cativeiro em uma casa alugada pelos bandidos.


Três pessoas foram presas na ocasião e recambiadas para a cidade de Erechim: Wilson Roberto Kintof, que é vigilante do Banco do Brasil; Wile Hulf, que é conhecido como "Vilão do Táxi" e Sirlene dos Santos de Moraes. Os três envolvidos estão presos em Erechim. Um dos envolvidos morava nas proximidades da casa do atual prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva, candidato a reeleição, pai de Tamires.


Uma quarta pessoa, esposa de um dos envolvidos também foi detida pela polícia paranaense.


Ainda em coletiva de imprensa, os delegados confirmaram o pedido de resgate de R$ 2 milhões ainda no primeiro contato, que não foi pago.

22 out 20 | 9h32 Por André Krüger / Jocimar Soares

Sequestradores passaram por Itá e Chapecó antes de irem para cativeiro, em Cantagalo-PR

Tamires Gemelli havia sido sequestrada em Erechim na última sexta-feira, dia 16

Sequestradores passaram por Itá e Chapecó antes de irem para cativeiro, em Cantagalo-PR

Os sequestradores da médica de Erechim, Tamires Gemelli, passaram por Itá e Chapecó antes de irem para o cativeiro na cidade de Cantagalo, no Paraná. A informação foi dada em coletiva de iprensa na manhã de hoje pela polícia gaúcha. A liberação da ginecologista e prisão dos envolvidos aconteceu na noite de quarta-feira, dia 21.


Em entrevista coletiva na manhã de hoje, os delegados revelaram que, após o sequestro na manhã da sexta-feira, dia 16, a logística dos bandidos incluiu Itá e Chapecó durante o fim de semana. No começo da manhã da segunda-feira, dia 19, o grupo partiu para a cidade de Cantagalo, no Paraná, onde ela foi mantida em cativeiro em uma casa alugada pelos bandidos.


Três pessoas foram presas na ocasião e recambiadas para a cidade de Erechim: Wilson Roberto Kintof, que é vigilante do Banco do Brasil; Wile Hulf, que é conhecido como "Vilão do Táxi" e Sirlene dos Santos de Moraes. Os três envolvidos estão presos em Erechim. Um dos envolvidos morava nas proximidades da casa do atual prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva, candidato a reeleição, pai de Tamires.


Uma quarta pessoa, esposa de um dos envolvidos também foi detida pela polícia paranaense.


Ainda em coletiva de imprensa, os delegados confirmaram o pedido de resgate de R$ 2 milhões ainda no primeiro contato, que não foi pago.