Polícia

22 fev 21 | 6h58 Por Cristiano Mortari

Polícia Militar atende mais de 50 ocorrências em Concórdia no sábado. Mais da metade foi perturbação

Em uma delas as guarnições foram desacatadas e ameaçadas. Os envolvidos terão audiência no Fórum

Polícia Militar atende mais de 50 ocorrências em Concórdia no sábado. Mais da metade foi perturbação
Imprimir

Os leitos de hospitais ocupados e o número de casos da Covid-19, que não para de aumentar, parece não preocupar algumas pessoas. As “festinhas” seguem acontecendo em Concórdia. De acordo com a Polícia Militar, só no sábado, dia 20, mais de 50 ocorrências foram atendidas pelas guarnições e mais da metade foi de perturbação.


Durante o fim de semana a PM teve um número elevado de ocorrências. Somente na noite de sábado foram mais de 50 ocorrências de perturbação. “A maioria dos casos é de confraternizações entre famílias, onde o pessoal eleva o nível do som e isso incomoda os vizinhos”, conta o tenente da PM Claudemir Roning. “As pessoas precisam colaborar. Alguns chamados podem acabar ficando sem atendimento em função do elevado número de ocorrências”, registra.


Desacato:

Em um dos casos registrados no sábado à noite, os policiais foram desacatados e ameaçados. De acordo com a PM, o fato aconteceu no Bairro da Gruta. Depois de receber chamados em função do som alto, guarnições foram até uma residência e constataram que algumas pessoas ouviam som com volume elevado e consumiam bebidas.


Durante a abordagem uma mulher se apresentou como responsável pela festa e pelo som. Porém, segundo a Polícia, um homem que estava no local se recusou a colaborar dizendo que a PM não poderia entrar no terreno. Também teria ofendido e desafiado as guarnições, fazendo provocações e tentando causar uma briga. Ainda conforme o relato da PM, foi necessário a utilização do gás de pimenta para afastar o homem que ameaçava investir contra os policiais.


A PM confeccionou um Termo Circunstanciado e marcou uma audiência no Fórum. A caixa de som foi apreendida e os envolvidos foram liberados.

22 fev 21 | 6h58 Por Cristiano Mortari

Polícia Militar atende mais de 50 ocorrências em Concórdia no sábado. Mais da metade foi perturbação

Em uma delas as guarnições foram desacatadas e ameaçadas. Os envolvidos terão audiência no Fórum

Polícia Militar atende mais de 50 ocorrências em Concórdia no sábado. Mais da metade foi perturbação

Os leitos de hospitais ocupados e o número de casos da Covid-19, que não para de aumentar, parece não preocupar algumas pessoas. As “festinhas” seguem acontecendo em Concórdia. De acordo com a Polícia Militar, só no sábado, dia 20, mais de 50 ocorrências foram atendidas pelas guarnições e mais da metade foi de perturbação.


Durante o fim de semana a PM teve um número elevado de ocorrências. Somente na noite de sábado foram mais de 50 ocorrências de perturbação. “A maioria dos casos é de confraternizações entre famílias, onde o pessoal eleva o nível do som e isso incomoda os vizinhos”, conta o tenente da PM Claudemir Roning. “As pessoas precisam colaborar. Alguns chamados podem acabar ficando sem atendimento em função do elevado número de ocorrências”, registra.


Desacato:

Em um dos casos registrados no sábado à noite, os policiais foram desacatados e ameaçados. De acordo com a PM, o fato aconteceu no Bairro da Gruta. Depois de receber chamados em função do som alto, guarnições foram até uma residência e constataram que algumas pessoas ouviam som com volume elevado e consumiam bebidas.


Durante a abordagem uma mulher se apresentou como responsável pela festa e pelo som. Porém, segundo a Polícia, um homem que estava no local se recusou a colaborar dizendo que a PM não poderia entrar no terreno. Também teria ofendido e desafiado as guarnições, fazendo provocações e tentando causar uma briga. Ainda conforme o relato da PM, foi necessário a utilização do gás de pimenta para afastar o homem que ameaçava investir contra os policiais.


A PM confeccionou um Termo Circunstanciado e marcou uma audiência no Fórum. A caixa de som foi apreendida e os envolvidos foram liberados.