Polícia

14 set 21 | 8h10 Por Cristiano Mortari

Mulher é agredida pelo marido em Irani, após voltar de salão de beleza

O fato aconteceu no início da noite de segunda-feira em uma comunidade do interior

 Mulher é agredida pelo marido em Irani, após voltar de salão de beleza
Imprimir

Uma mulher de Irani procurou a Polícia Militar na noite de segunda-feira, dia 13, alegando ter sido agredida pelo marido. O fato teria acontecido na comunidade de Linha São Valentim, interior do município.

 

De acordo com o relatório da PM, a mulher e as filhas saíram de casa no início da tarde com o ônibus escolar e voltaram no início da noite. Segundo o relato da vítima, ela foi ao salão de beleza e esposo estaria nervoso em função da demora. Ainda conforme a mulher, o homem teria apertado seu pescoço. A filha de 14 anos tentou socorrer a mãe e também foi agredida.

 

A mulher e as filhas solicitaram auxílio de um amigo, que as levou até a cidade, para que elas registrassem o Boletim de Ocorrência. Segundo a esposa, esta não foi primeira vez que o companheiro a agride.

 

Os policiais a orientaram, para que ela faça a solicitação de medida protetiva.


14 set 21 | 8h10 Por Cristiano Mortari

Mulher é agredida pelo marido em Irani, após voltar de salão de beleza

O fato aconteceu no início da noite de segunda-feira em uma comunidade do interior

 Mulher é agredida pelo marido em Irani, após voltar de salão de beleza

Uma mulher de Irani procurou a Polícia Militar na noite de segunda-feira, dia 13, alegando ter sido agredida pelo marido. O fato teria acontecido na comunidade de Linha São Valentim, interior do município.

 

De acordo com o relatório da PM, a mulher e as filhas saíram de casa no início da tarde com o ônibus escolar e voltaram no início da noite. Segundo o relato da vítima, ela foi ao salão de beleza e esposo estaria nervoso em função da demora. Ainda conforme a mulher, o homem teria apertado seu pescoço. A filha de 14 anos tentou socorrer a mãe e também foi agredida.

 

A mulher e as filhas solicitaram auxílio de um amigo, que as levou até a cidade, para que elas registrassem o Boletim de Ocorrência. Segundo a esposa, esta não foi primeira vez que o companheiro a agride.

 

Os policiais a orientaram, para que ela faça a solicitação de medida protetiva.