Polícia

23 nov 21 | 13h01 Por André Krüger

MP se manifesta pela prisão preventiva de autor de feminicídio em Concórdia

Crime aconteceu na noite da segunda-feira, dia 22, no Catarina Fontana

MP se manifesta pela prisão preventiva de autor de feminicídio em Concórdia
Imprimir

O Ministério Público da Comarca de Concórdia, através do promotor João Paulo de Andrade, se manifestou pela decretação de prisão preventiva de F.C.M, de 72 anos, pelos crimes de feminicídio e posse irregular de arma de fogo. Ele é apontado como responsável pela morte de Lourdes Boiani Marcuzzo, vítima de disparo de arma de fogo. A manifestação se deu na manhã desta terça-feira, dia 23. O suspeito, também ferido por disparo de arma de fogo, feito pela Polícia Militar, passou por cirurgia e está internado no Hospital São Francisco de Concórdia.


Conforme informações, o crime aconteceu na noite da segunda-feira, dia 22, na residência em que os dois moravam na Travessa Tucanos, no bairro Catarina Fontana. De acordo com o que já foi informado pela Aliança FM, vizinhos chamaram a Polícia Militar em função dos gritos da vítima de dentro do imóvel, que estaria sendo ameaçada com uma arma de fogo pelo companheiro. A guarnição tentou dialogar com o suspeito, mas ele não acatava as ordens. Ainda conforme a PM, a guarnição tentou acessar a casa, mas os portões estavam trancados com cadeado. 


Após o disparo que supostamente atingiu a vítima, a guarnição da PM conseguiu entrar na casa. O suspeito teria ido até a janela e apontado a arma para os policiais. Porém, ele foi neutralizado com tiro no abdômen feito pela própria guarnição. Ele foi levado para o Hospital São Francisco de Concórdia para atendimento médico.

23 nov 21 | 13h01 Por André Krüger

MP se manifesta pela prisão preventiva de autor de feminicídio em Concórdia

Crime aconteceu na noite da segunda-feira, dia 22, no Catarina Fontana

MP se manifesta pela prisão preventiva de autor de feminicídio em Concórdia

O Ministério Público da Comarca de Concórdia, através do promotor João Paulo de Andrade, se manifestou pela decretação de prisão preventiva de F.C.M, de 72 anos, pelos crimes de feminicídio e posse irregular de arma de fogo. Ele é apontado como responsável pela morte de Lourdes Boiani Marcuzzo, vítima de disparo de arma de fogo. A manifestação se deu na manhã desta terça-feira, dia 23. O suspeito, também ferido por disparo de arma de fogo, feito pela Polícia Militar, passou por cirurgia e está internado no Hospital São Francisco de Concórdia.


Conforme informações, o crime aconteceu na noite da segunda-feira, dia 22, na residência em que os dois moravam na Travessa Tucanos, no bairro Catarina Fontana. De acordo com o que já foi informado pela Aliança FM, vizinhos chamaram a Polícia Militar em função dos gritos da vítima de dentro do imóvel, que estaria sendo ameaçada com uma arma de fogo pelo companheiro. A guarnição tentou dialogar com o suspeito, mas ele não acatava as ordens. Ainda conforme a PM, a guarnição tentou acessar a casa, mas os portões estavam trancados com cadeado. 


Após o disparo que supostamente atingiu a vítima, a guarnição da PM conseguiu entrar na casa. O suspeito teria ido até a janela e apontado a arma para os policiais. Porém, ele foi neutralizado com tiro no abdômen feito pela própria guarnição. Ele foi levado para o Hospital São Francisco de Concórdia para atendimento médico.