Polícia

07 dez 21 | 6h56 Por Jocimar Soares

Moradora de Concórdia está desaparecida desde a última semana e familiares buscam por informações

Roseli Fátima Stoll teria sido vista pela última vez quando saia do trabalho no último dia 2

Moradora de Concórdia está desaparecida desde a última semana e familiares buscam por informações
Imprimir

Uma mulher moradora do bairro Nações está desaparecida desde a quinta-feira, dia 2, quando teria sido vista pela última vez por colegas de trabalho. Familiares fizeram o registro do Boletim de Ocorrência sobre o fato na Central de Polícia Civil de Concórdia durante a segunda-feira, dia 6.


Conforme informações, trata-se de Roseli Fátima Stoll, 38 anos. Ela teria sido vista pela última vez quando saiu do trabalho em um restaurante no centro de Concórdia para ir para casa, isso na útima quinta-feira, dia 2, por volta das 19h40. De acordo com familiares, ela não apareceu para trabalhar no dia seguinte e nem no fim de semana. Como ela não era de faltar ao trabalho, colegas ficaram preocupados.


Ao perceber a falta da mesma, familiares foram até a residência dela, perceberam que nem a roupa do varal havia sido recolhida desde a semana passada e a casa não tinha sinais de arrombamento.


A Polícia Civil está investigando o caso.

07 dez 21 | 6h56 Por Jocimar Soares

Moradora de Concórdia está desaparecida desde a última semana e familiares buscam por informações

Roseli Fátima Stoll teria sido vista pela última vez quando saia do trabalho no último dia 2

Moradora de Concórdia está desaparecida desde a última semana e familiares buscam por informações

Uma mulher moradora do bairro Nações está desaparecida desde a quinta-feira, dia 2, quando teria sido vista pela última vez por colegas de trabalho. Familiares fizeram o registro do Boletim de Ocorrência sobre o fato na Central de Polícia Civil de Concórdia durante a segunda-feira, dia 6.


Conforme informações, trata-se de Roseli Fátima Stoll, 38 anos. Ela teria sido vista pela última vez quando saiu do trabalho em um restaurante no centro de Concórdia para ir para casa, isso na útima quinta-feira, dia 2, por volta das 19h40. De acordo com familiares, ela não apareceu para trabalhar no dia seguinte e nem no fim de semana. Como ela não era de faltar ao trabalho, colegas ficaram preocupados.


Ao perceber a falta da mesma, familiares foram até a residência dela, perceberam que nem a roupa do varal havia sido recolhida desde a semana passada e a casa não tinha sinais de arrombamento.


A Polícia Civil está investigando o caso.