Polícia

13 jan 22 | 13h15 Por Cristiano Mortari

Morador de Concórdia paga “boleto falso” e perde mais de R$ 1 mil

Ele acreditou que estaria quitando o financiamento de um carro

Morador de Concórdia paga “boleto falso” e perde mais de R$ 1 mil
Imprimir

Um homem que reside em Concórdia perdeu R$ 1.100,00 ao cair no golpe do boleto falso. Ele acabou fazendo o pagamento, achando que estaria quitando o financiamento do seu veículo.


De acordo com as informações que a vítima repassou à Polícia, o carro é financiado e ainda é necessário o pagamento de quatro parcelas para a quitação. Porém, na última semana, alguém com um número desconhecido, fez contato. A pessoa se passou por representante da financeira e apresentou uma proposta de quitação.


Ainda conforme o relato do concordiense, a proposta era atraente, já que o falso representante lhe ofereceu a opção de quitar o carro em uma única parcela. Como o valor ficaria abaixo do montante das quatro prestações que faltam, a proposta foi aceita. O estelionatário encaminhou um boleto no valor de R$ 1.100,00 e o dono do carro pagou. Ele notou que havia caído em um golpe, quando foi conferir o aplicativo da financeira e notou que as parcelas ainda estavam ativas, sem pagamento.


O concordiense repassou as informações, número do telefone que o estelionatário, além dos dados do boleto, à Polícia Civil, que vai investigar o caso e tentar descobrir quem é o golpista.

13 jan 22 | 13h15 Por Cristiano Mortari

Morador de Concórdia paga “boleto falso” e perde mais de R$ 1 mil

Ele acreditou que estaria quitando o financiamento de um carro

Morador de Concórdia paga “boleto falso” e perde mais de R$ 1 mil

Um homem que reside em Concórdia perdeu R$ 1.100,00 ao cair no golpe do boleto falso. Ele acabou fazendo o pagamento, achando que estaria quitando o financiamento do seu veículo.


De acordo com as informações que a vítima repassou à Polícia, o carro é financiado e ainda é necessário o pagamento de quatro parcelas para a quitação. Porém, na última semana, alguém com um número desconhecido, fez contato. A pessoa se passou por representante da financeira e apresentou uma proposta de quitação.


Ainda conforme o relato do concordiense, a proposta era atraente, já que o falso representante lhe ofereceu a opção de quitar o carro em uma única parcela. Como o valor ficaria abaixo do montante das quatro prestações que faltam, a proposta foi aceita. O estelionatário encaminhou um boleto no valor de R$ 1.100,00 e o dono do carro pagou. Ele notou que havia caído em um golpe, quando foi conferir o aplicativo da financeira e notou que as parcelas ainda estavam ativas, sem pagamento.


O concordiense repassou as informações, número do telefone que o estelionatário, além dos dados do boleto, à Polícia Civil, que vai investigar o caso e tentar descobrir quem é o golpista.