Polícia

04 ago 22 | 12h11 Por Jocimar Soares

Justiça condena homem a oito anos no semiaberto por tentativa de homicídio

Crime aconteceu no ano de 2015 no centro de Concórdia. Tribunal do Júri foi realizado na terça-feira, dia 3

Justiça condena homem a oito anos no semiaberto por tentativa de homicídio
Imprimir

A Justiça da Comarca de Concórdia condenou um homem a pena de oito anos de prisão no regime semiaberto por tentativa de homicídio, ocorrida no ano de 2015. A Sessão de Julgamento aconteceu na terça-feira, dia 3, no Fórum da Comarca de Concórdia.


Conforme os autos, o crime aconteceu na tarde do dia 19 de maio de 2015 em uma residência na rua João Suzim Marini, no centro de Concórdia. O denunciado de iniciais G.M tentou matar um idoso de 64 anos, por golpes de faca. Ainda conforme os autos, o idoso seria o atual companheiro da ex-esposa do réu. Ele foi até este endereço com o pretexto de pegar algumas ferramentas, quando investiu contra o idoso que estava no local.


A Sessão do Tribunal do Júri foi presidida pelo juiz Ildo Fabris Júnior; na acusação o promotor Khalil Nogueira Nicolau e na defesa o advogado, Osmar Colpani.

04 ago 22 | 12h11 Por Jocimar Soares

Justiça condena homem a oito anos no semiaberto por tentativa de homicídio

Crime aconteceu no ano de 2015 no centro de Concórdia. Tribunal do Júri foi realizado na terça-feira, dia 3

Justiça condena homem a oito anos no semiaberto por tentativa de homicídio

A Justiça da Comarca de Concórdia condenou um homem a pena de oito anos de prisão no regime semiaberto por tentativa de homicídio, ocorrida no ano de 2015. A Sessão de Julgamento aconteceu na terça-feira, dia 3, no Fórum da Comarca de Concórdia.


Conforme os autos, o crime aconteceu na tarde do dia 19 de maio de 2015 em uma residência na rua João Suzim Marini, no centro de Concórdia. O denunciado de iniciais G.M tentou matar um idoso de 64 anos, por golpes de faca. Ainda conforme os autos, o idoso seria o atual companheiro da ex-esposa do réu. Ele foi até este endereço com o pretexto de pegar algumas ferramentas, quando investiu contra o idoso que estava no local.


A Sessão do Tribunal do Júri foi presidida pelo juiz Ildo Fabris Júnior; na acusação o promotor Khalil Nogueira Nicolau e na defesa o advogado, Osmar Colpani.