Polícia

26 out 21 | 22h57 Por André Krüger

Justiça condena autor de homicídio a mais de 13 anos de prisão

Crime ocorreu na rua Tancredo de Almeida Neves em maio deste ano

Justiça condena autor de homicídio a mais de 13 anos de prisão
Imprimir

A Justiça da Comarca de Concórdia condenou o homem de iniciais P.V.S, de 40 anos, a 13 anos e quatro meses de prisão em regime inicial fechado. Ele é apontado como autor do assassinato de Alisson Thiago Alves, de 27 anos. A Sessão do Tribunal do Júri foi realizada nesta terça-feira, dia 26 e encerrou por volta das 19h30. 


Conforme as informações apuradas pelo jornalismo da Aliança FM, o réu foi condenado por homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e meio cruel. Já pelo crime de corrupção de menores, ao qual o réu também respondia, foi absolvido, já que um adolescente também estava junto na cena do crime. 


Consta no processo que no dia do crime Alisson Thiago Alves, foi agredido vários golpes de facão na região da cabeça e dos braços. O rapaz ainda sofreu amputação de dedos de uma das mãos. 


A motivação seria que o acusado não aceitava o fim do relacionado. A vítima era o atual namorado da ex-companheira do réu.


O crime foi registrado em 3 de maio deste ano, por volta das 19h30 na rua Tancredo Neves, bairro Parque de Exposições, em frente ao Mercado Melo. 


A Sessão do Júri foi presidida pelo juiz Ildo Fabris Junior. Atuou na acusação o promotor João Paulo de Andrade e a assistente de acusação Silvana Aparecida Crusaro Nunes. A defesa do réu foi dos advogados Leandro Bernardi e Jonathan Garda Vaz.

26 out 21 | 22h57 Por André Krüger

Justiça condena autor de homicídio a mais de 13 anos de prisão

Crime ocorreu na rua Tancredo de Almeida Neves em maio deste ano

Justiça condena autor de homicídio a mais de 13 anos de prisão

A Justiça da Comarca de Concórdia condenou o homem de iniciais P.V.S, de 40 anos, a 13 anos e quatro meses de prisão em regime inicial fechado. Ele é apontado como autor do assassinato de Alisson Thiago Alves, de 27 anos. A Sessão do Tribunal do Júri foi realizada nesta terça-feira, dia 26 e encerrou por volta das 19h30. 


Conforme as informações apuradas pelo jornalismo da Aliança FM, o réu foi condenado por homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e meio cruel. Já pelo crime de corrupção de menores, ao qual o réu também respondia, foi absolvido, já que um adolescente também estava junto na cena do crime. 


Consta no processo que no dia do crime Alisson Thiago Alves, foi agredido vários golpes de facão na região da cabeça e dos braços. O rapaz ainda sofreu amputação de dedos de uma das mãos. 


A motivação seria que o acusado não aceitava o fim do relacionado. A vítima era o atual namorado da ex-companheira do réu.


O crime foi registrado em 3 de maio deste ano, por volta das 19h30 na rua Tancredo Neves, bairro Parque de Exposições, em frente ao Mercado Melo. 


A Sessão do Júri foi presidida pelo juiz Ildo Fabris Junior. Atuou na acusação o promotor João Paulo de Andrade e a assistente de acusação Silvana Aparecida Crusaro Nunes. A defesa do réu foi dos advogados Leandro Bernardi e Jonathan Garda Vaz.