Polícia

23 out 21 | 9h20 Por Jocimar Soares

Idoso morre após apontar arma para policiais em Xanxerê

Ele teria atirado contra outras pessoas antes da abordagem policial

Idoso morre após apontar arma para policiais em Xanxerê
Imprimir

Um homem, de 80 anos, morreu, após apontar uma arma para policiais no bairro Leandro, em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina. Segundo informações da Polícia Militar (PM), o fato aconteceu por volta das 20h40, da última sexta-feira (22).


Conforme o relato da PM, os policiais foram acionados para atender uma ocorrência de disparo de arma de fogo em via pública. No local, o solicitante informou que estava na rua com seu compadre, sua comadre e os filhos deles, quando o vizinho, um homem, de 80 anos, começou a gritar sem motivo algum. Logo em seguida, o suspeito sacou uma arma de fogo e disparou contra eles na rua. Ainda segundo a testemunha, todos correram do local para tentar se defender.


Segundo a PM, após os policiais avistaram o suspeito em sua residência com uma arma de fogo, foi dada voz alta e clara para ele se entregar. Ao avistar os policiais, o idoso apontou a arma em direção a PM e tentou efetuar um disparo. Conforme a PM, neste momento, “foi necessária uma ação rápida, com dois disparos para conter a iminente agressão letal contra os policiais”.


Depois dos disparos, os policiais foram até a residência e constataram que os tiros atingiram o suspeito. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para prestar atendimento.


O Corpo de Bombeiros informou que quando os socorristas chegaram ao local, o idoso estava inconsciente e em parada respiratória, mas ainda apresentava pulso. Os bombeiros iniciaram os protocolos de reanimação cardiorrespiratória e após constatarem uma parada cardíaca, iniciou-se a ressuscitação cardiopulmonar, com utilização do desfibrilador externo automático.


Durante o salvamento, foi pedido apoio à unidade avançada do Samu, que chegou na cena e assumiu a ocorrência. Os socorristas tentaram salvar o idoso, mas ele não resistiu e morreu.


A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) também foram acionados para o local. Após realização da perícia, foram encontradas mais 11 munições de calibre .22 no bolso da calça do suspeito.


(Fonte: ClicRDC)

23 out 21 | 9h20 Por Jocimar Soares

Idoso morre após apontar arma para policiais em Xanxerê

Ele teria atirado contra outras pessoas antes da abordagem policial

Idoso morre após apontar arma para policiais em Xanxerê

Um homem, de 80 anos, morreu, após apontar uma arma para policiais no bairro Leandro, em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina. Segundo informações da Polícia Militar (PM), o fato aconteceu por volta das 20h40, da última sexta-feira (22).


Conforme o relato da PM, os policiais foram acionados para atender uma ocorrência de disparo de arma de fogo em via pública. No local, o solicitante informou que estava na rua com seu compadre, sua comadre e os filhos deles, quando o vizinho, um homem, de 80 anos, começou a gritar sem motivo algum. Logo em seguida, o suspeito sacou uma arma de fogo e disparou contra eles na rua. Ainda segundo a testemunha, todos correram do local para tentar se defender.


Segundo a PM, após os policiais avistaram o suspeito em sua residência com uma arma de fogo, foi dada voz alta e clara para ele se entregar. Ao avistar os policiais, o idoso apontou a arma em direção a PM e tentou efetuar um disparo. Conforme a PM, neste momento, “foi necessária uma ação rápida, com dois disparos para conter a iminente agressão letal contra os policiais”.


Depois dos disparos, os policiais foram até a residência e constataram que os tiros atingiram o suspeito. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para prestar atendimento.


O Corpo de Bombeiros informou que quando os socorristas chegaram ao local, o idoso estava inconsciente e em parada respiratória, mas ainda apresentava pulso. Os bombeiros iniciaram os protocolos de reanimação cardiorrespiratória e após constatarem uma parada cardíaca, iniciou-se a ressuscitação cardiopulmonar, com utilização do desfibrilador externo automático.


Durante o salvamento, foi pedido apoio à unidade avançada do Samu, que chegou na cena e assumiu a ocorrência. Os socorristas tentaram salvar o idoso, mas ele não resistiu e morreu.


A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) também foram acionados para o local. Após realização da perícia, foram encontradas mais 11 munições de calibre .22 no bolso da calça do suspeito.


(Fonte: ClicRDC)