Polícia

22 jul 21 | 14h30 Por Cristiano Mortari

Homem acusado de tentar matar esposa a facadas em Concórdia será julgado na terça-feira

O crime aconteceu em fevereiro de 2020 na área central do município. O autor está preso

Homem acusado de tentar matar esposa a facadas em Concórdia será julgado na terça-feira
Imprimir

Maico Cavalieri, acusado de tentar matar a ex-esposa em Concórdia no mês de fevereiro de 2020, será julgado na próxima terça-feira, dia 27 de julho. De acordo com informações da Justiça, o Tribunal do Juri vai iniciar às 09h.


Cavallieri responde por tentativa de feminicídio por motivo torpe, crueldade e recurso que dificultou a defesa da vítima, a ex-esposa, Ingra Ohana de Vargas. O advogado Márcio Dal Piva vai atuar da defesa. A acusação fica por conta do Ministério Público, através do promotor Luiz Otávio Tonial. A sessão será presidida pelo juiz de direito Ildo Fabris Júnior.

 

O crime:

Na noite do dia 04 de fevereiro, Ingra foi agredida com mais de 20 golpes de faca, que atingiram a cabeça, costas, seios, abdômen e braços. O fato aconteceu na Rua do Comércio, depois que ela saiu de um restaurante. Ela foi socorrida pelo Bombeiros e pelo Samu e levada ao Hospital São Francisco com ferimentos graves. A agressão foi testemunhada por uma mulher e pela da filha da vítima, de seis anos na época do fato. Ingra ficou 18 dias internada e passou por três cirurgias.

 

O autor das facadas fugiu do local na noite do crime, mas se apresentou dois dias depois na Central de Polícia Civil, quando teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele está preso desde o dia 07 de fevereiro de 2020.

22 jul 21 | 14h30 Por Cristiano Mortari

Homem acusado de tentar matar esposa a facadas em Concórdia será julgado na terça-feira

O crime aconteceu em fevereiro de 2020 na área central do município. O autor está preso

Homem acusado de tentar matar esposa a facadas em Concórdia será julgado na terça-feira

Maico Cavalieri, acusado de tentar matar a ex-esposa em Concórdia no mês de fevereiro de 2020, será julgado na próxima terça-feira, dia 27 de julho. De acordo com informações da Justiça, o Tribunal do Juri vai iniciar às 09h.


Cavallieri responde por tentativa de feminicídio por motivo torpe, crueldade e recurso que dificultou a defesa da vítima, a ex-esposa, Ingra Ohana de Vargas. O advogado Márcio Dal Piva vai atuar da defesa. A acusação fica por conta do Ministério Público, através do promotor Luiz Otávio Tonial. A sessão será presidida pelo juiz de direito Ildo Fabris Júnior.

 

O crime:

Na noite do dia 04 de fevereiro, Ingra foi agredida com mais de 20 golpes de faca, que atingiram a cabeça, costas, seios, abdômen e braços. O fato aconteceu na Rua do Comércio, depois que ela saiu de um restaurante. Ela foi socorrida pelo Bombeiros e pelo Samu e levada ao Hospital São Francisco com ferimentos graves. A agressão foi testemunhada por uma mulher e pela da filha da vítima, de seis anos na época do fato. Ingra ficou 18 dias internada e passou por três cirurgias.

 

O autor das facadas fugiu do local na noite do crime, mas se apresentou dois dias depois na Central de Polícia Civil, quando teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele está preso desde o dia 07 de fevereiro de 2020.