Plantão

10 dez 21 | 6h30 Por Cristiano Mortari

Bombeiros iniciam o terceiro dia de buscas pelo corpo da concordiense Roseli Stoll

Eles trabalham no lago da Usina de Itá, em Alto Bela Vista, na região de Entre Rios

Bombeiros iniciam o terceiro dia de buscas pelo corpo da concordiense Roseli Stoll
Imprimir

Os Bombeiros de Piratuba e o Gorsc de Concórdia fizeram buscas na quarta e na quinta-feira, para tentar localizar o corpo de Roseli Stoll, concordiense que morava no Bairro das Nações e que foi morta pelo ex-companheiro. Bombeiros de Capinzal e de Joaçaba se juntaram às equipes na quinta-feira e nesta sexta-feira, dia 10, mergulhadores de São Miguel do Oeste vão prestar auxílio.


O trabalho é realizado no lago da Usina de Itá, em Alto Bela Vista, já que o ex-companheiro de Roseli, confessou à Polícia Civil que matou ela ainda na sexta-feira, dia 03, e também relatou que deixou o corpo no lago. Ele inclusive foi levado pelos policiais ao local na quarta-feira, dia 08, e deu detalhes de onde teria deixado Roseli. Segundo a Polícia, ele entrou na água com auxílio de uma boia e largou o corpo amarrado em uma pedra.

 

Mesmo com as informações do autor do crime o trabalho dos mergulhadores não é simples. “Mesmo tendo a indicação do local, feita pelo homem, o trabalho é complicado, já que a profundidade é de 20 a 30 metros e como é uma área de Vale, esta profundidade varia bastante. Outro detalhe é que os bombeiros não conseguem mergulhar além dos 25 metros”, explica o comandante dos Bombeiros de Piratuba, Nilton Gruber. “É uma atividade de risco, pois há troncos, pedras e não há visibilidade, ou seja, é totalmente escuro. Mas seguimos trabalhando, analisando a área e esperamos ter êxito”, ressalta.


Equipamento:

De acordo com Gruber, devido a dificuldade nas buscas, um equipamento foi solicitado para auxiliar os bombeiros. "Um Sonar, que é um equipamento de busca aquática, será disponibilizado e virá de Florianópolis. Assim que chegar no aeroporto, os Bombeiros de Concórdia vão levar até nós", conta.

 

Relembre todos os detalhes do caso:

Moradora de Concórdia está desaparecida

Homem é preso no RS e confessa que matou ex-companheira, moradora de Concórdia

Corpo de mulher desaparecida em Concórdia pode estar no lago em Alto Bela Vista

Gorsc de Concórdia auxilia nas buscas pelo corpo de concordiense morta pelo ex-companheiro

Homem que confessou ter matado ex-companheira já está preso

10 dez 21 | 6h30 Por Cristiano Mortari

Bombeiros iniciam o terceiro dia de buscas pelo corpo da concordiense Roseli Stoll

Eles trabalham no lago da Usina de Itá, em Alto Bela Vista, na região de Entre Rios

Bombeiros iniciam o terceiro dia de buscas pelo corpo da concordiense Roseli Stoll

Os Bombeiros de Piratuba e o Gorsc de Concórdia fizeram buscas na quarta e na quinta-feira, para tentar localizar o corpo de Roseli Stoll, concordiense que morava no Bairro das Nações e que foi morta pelo ex-companheiro. Bombeiros de Capinzal e de Joaçaba se juntaram às equipes na quinta-feira e nesta sexta-feira, dia 10, mergulhadores de São Miguel do Oeste vão prestar auxílio.


O trabalho é realizado no lago da Usina de Itá, em Alto Bela Vista, já que o ex-companheiro de Roseli, confessou à Polícia Civil que matou ela ainda na sexta-feira, dia 03, e também relatou que deixou o corpo no lago. Ele inclusive foi levado pelos policiais ao local na quarta-feira, dia 08, e deu detalhes de onde teria deixado Roseli. Segundo a Polícia, ele entrou na água com auxílio de uma boia e largou o corpo amarrado em uma pedra.

 

Mesmo com as informações do autor do crime o trabalho dos mergulhadores não é simples. “Mesmo tendo a indicação do local, feita pelo homem, o trabalho é complicado, já que a profundidade é de 20 a 30 metros e como é uma área de Vale, esta profundidade varia bastante. Outro detalhe é que os bombeiros não conseguem mergulhar além dos 25 metros”, explica o comandante dos Bombeiros de Piratuba, Nilton Gruber. “É uma atividade de risco, pois há troncos, pedras e não há visibilidade, ou seja, é totalmente escuro. Mas seguimos trabalhando, analisando a área e esperamos ter êxito”, ressalta.


Equipamento:

De acordo com Gruber, devido a dificuldade nas buscas, um equipamento foi solicitado para auxiliar os bombeiros. "Um Sonar, que é um equipamento de busca aquática, será disponibilizado e virá de Florianópolis. Assim que chegar no aeroporto, os Bombeiros de Concórdia vão levar até nós", conta.

 

Relembre todos os detalhes do caso:

Moradora de Concórdia está desaparecida

Homem é preso no RS e confessa que matou ex-companheira, moradora de Concórdia

Corpo de mulher desaparecida em Concórdia pode estar no lago em Alto Bela Vista

Gorsc de Concórdia auxilia nas buscas pelo corpo de concordiense morta pelo ex-companheiro

Homem que confessou ter matado ex-companheira já está preso