Opinião

25 jun 21 | 16h46

Doses de esperança! Mas nem todos se importam, tem gente desperdiçando a oportunidade de se vacinar

Doses de esperança! Mas nem todos se importam, tem gente desperdiçando a oportunidade de se vacinar
Imprimir

Logo que surgiram as primeiras informações sobre o vírus e sobre o avanço da pandemia pelo mundo, surgiram também as primeiras perguntas, e dentre elas, a de quando haveria uma vacina para combater a doença. Assistimos o empenho e a correria de cientistas e de laboratórios para desenvolver o medicamento. Acompanhamos atentos também, o surgimento das primeiras vacinas, as fases de testes, a porcentagem de eficácia contra a doença de cada vacina e por fim, o início da vacinação.

 

Cientistas, especialistas, médicos e profissionais da Saúde já explicaram, deixaram claro e até desenharam, para provar que a única forma de voltarmos ao mundo normal, é imunizando a população. Até aí, tudo certo, pois a maioria das pessoas entendeu o recado. Mas, também sabemos que as doses chegam de forma lenta. A demanda é grande, já que o mundo todo precisa do imunizante.

 

Pois é! Quanta gente esperando pelas doses. Quantas pessoas não tiveram tempo de receber nem se quer a primeira dose. É uma realidade cruel. Mas e se eu te contar que tem gente que “chegou na vez” e desperdiçou a oportunidade. Sim, tem gente faltando, deixando de tomar a vacina! Isso tem acontecido em muitos lugares, inclusive aqui em Concórdia.

 

Nesta semana entrevistei a secretária de Saúde do município, Leide Mara Bender, que foi enfática. “Agendar e não ir receber a vacina é uma irresponsabilidade”. E ela tem razão! Se chegou a sua vez, vá se vacinar, é de graça, é pela vida! O pior é que as doses são limitadas, elas chegam aos poucos e para organizar a vacinação, há o agendamento. E tem os que agendam e não comparecem. Isso causa transtorno para a equipe de vacinação e tira vaga de outras pessoas que poderiam receber a vacina.

 

Parece mentira, mas não é! Tem gente que agendou, garantiu a dose e não compareceu. Em uma das ações, mais de 50 pessoas faltaram. Se agendou e teve algum imprevisto, não vai poder ir no dia marcado, informe a Secretaria de Saúde.


A vacina é a nossa esperança. Não perca sua oportunidade, não deixe de se vacinar. Agora, se tem dúvida, consulte um médico e se não for fazer a vacina, nem agende, não tire a vaga de outra pessoa. Tem gente esperando!


Leia também:


O alvo mudou! Não há mais “um grupo de risco”. Há o grupo de irresponsáveis, que oferece riscos!


Que guerra: Terceira onda da Covid-19 é o próximo combate! Tente não entrar nessa briga!


Se você pudesse escolher, quem você vacinaria hoje? Conte isso para as pessoas!


A irresponsabilidade segue fazendo vítimas. Brincar com a pandemia é brincar com a vida!

Cristiano Mortari
Conexão Regional

Outras publicações

25 jun 21 | 16h46 Por Cristiano Mortari

Doses de esperança! Mas nem todos se importam, tem gente desperdiçando a oportunidade de se vacinar

Doses de esperança! Mas nem todos se importam, tem gente desperdiçando a oportunidade de se vacinar

Logo que surgiram as primeiras informações sobre o vírus e sobre o avanço da pandemia pelo mundo, surgiram também as primeiras perguntas, e dentre elas, a de quando haveria uma vacina para combater a doença. Assistimos o empenho e a correria de cientistas e de laboratórios para desenvolver o medicamento. Acompanhamos atentos também, o surgimento das primeiras vacinas, as fases de testes, a porcentagem de eficácia contra a doença de cada vacina e por fim, o início da vacinação.

 

Cientistas, especialistas, médicos e profissionais da Saúde já explicaram, deixaram claro e até desenharam, para provar que a única forma de voltarmos ao mundo normal, é imunizando a população. Até aí, tudo certo, pois a maioria das pessoas entendeu o recado. Mas, também sabemos que as doses chegam de forma lenta. A demanda é grande, já que o mundo todo precisa do imunizante.

 

Pois é! Quanta gente esperando pelas doses. Quantas pessoas não tiveram tempo de receber nem se quer a primeira dose. É uma realidade cruel. Mas e se eu te contar que tem gente que “chegou na vez” e desperdiçou a oportunidade. Sim, tem gente faltando, deixando de tomar a vacina! Isso tem acontecido em muitos lugares, inclusive aqui em Concórdia.

 

Nesta semana entrevistei a secretária de Saúde do município, Leide Mara Bender, que foi enfática. “Agendar e não ir receber a vacina é uma irresponsabilidade”. E ela tem razão! Se chegou a sua vez, vá se vacinar, é de graça, é pela vida! O pior é que as doses são limitadas, elas chegam aos poucos e para organizar a vacinação, há o agendamento. E tem os que agendam e não comparecem. Isso causa transtorno para a equipe de vacinação e tira vaga de outras pessoas que poderiam receber a vacina.

 

Parece mentira, mas não é! Tem gente que agendou, garantiu a dose e não compareceu. Em uma das ações, mais de 50 pessoas faltaram. Se agendou e teve algum imprevisto, não vai poder ir no dia marcado, informe a Secretaria de Saúde.


A vacina é a nossa esperança. Não perca sua oportunidade, não deixe de se vacinar. Agora, se tem dúvida, consulte um médico e se não for fazer a vacina, nem agende, não tire a vaga de outra pessoa. Tem gente esperando!


Leia também:


O alvo mudou! Não há mais “um grupo de risco”. Há o grupo de irresponsáveis, que oferece riscos!


Que guerra: Terceira onda da Covid-19 é o próximo combate! Tente não entrar nessa briga!


Se você pudesse escolher, quem você vacinaria hoje? Conte isso para as pessoas!


A irresponsabilidade segue fazendo vítimas. Brincar com a pandemia é brincar com a vida!