Opinião

25 mar 21 | 6h55

Concórdia no caminhos dos JASC 2023 ou 2024. Será que é uma boa?

Concórdia no caminhos dos JASC 2023 ou 2024. Será que é uma boa?
Imprimir

Concórdia não desistiu e não desiste! A segunda maior cidade do Oeste Catarinense e primeira da AMAUC em população e desenvolvimento econômico vai se candidatar para sediar a edição de 2023 ou 2024 dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC). Será a terceira tentativa de Concórdia desde 1997, ano em que o município foi a capital do esporte amador do Estado por 15 dias. Os JASC 1997 deixaram uma importante marca e saudades para os concordienses e, depois disso, a administração pública municipal tentou emplacar a sede da competição em 2009, quando fomos preteridos por Chapecó, e agora em 2021, momento em que perdemos a disputa para Jaraguá do Sul.


Porém agora, Concórdia retoma o assunto perante à FESPORTE com muito mais know-how do que das vezes anteriores. Com uma infraestrutura esportiva bem montada e com dinheiro em caixa para a prefeitura realizar as melhorias e investimentos necessários, a cidade já prepara o relatório técnico que será entregue nas próximas semanas ao Governo do Estado e, principalmente, aos conselheiros do Conselho Estadual do Desporto, órgão a quem cabe a tomada de decisão. “O relatório técnico já está sendo elaborado. Mas sabemos que é uma decisão política também”, aponta o secretário municipal do Desporto e da Cultura, Alexandre Schneider.


A disputa promete ser acirrada. Como a cidade sede de 2022 já está oficialmente escolhida (Rio Do Sul), Videira e Florianópolis estão no páreo juntamente com Concórdia para 2023 e 2024. Videira reivindica a competição para 2023; entretanto, o anúncio oficial ainda não ocorreu. São três cidades pleiteando duas edições. Minha aposta particular é que 2023 vai para Florianópolis e 2024 vem para Concórdia! Acredito que estas serão as decisões tomadas mais à frente pelo Conselho Estadual do Desporto.


Sediar os Jogos Abertos de Santa Catarina só tem aspectos positivos, só traz retornos satisfatórios, para o município-sede. Seja pela ampla divulgação estadual, seja pela intensa movimentação de atletas na cidade escolhida, seja pela movimentação financeira no comércio que a competição proporciona. Em resumo, só há ganhos! Portanto, é muito raro se encontrar alguma opinião contrária a sediar a competição em razão do pacote ser excelente, por vários aspectos, e, especialmente, pela repercussão positiva que é gerada em todo o Estado. Para Concórdia, realizar os JASC em 2023 ou 2024 já é uma questão de merecimento, para coroar a ótima gestão do prefeito Rogério Pacheco e sua equipe de trabalho!

Lúcio Mauro
Passando a limpo

25 mar 21 | 6h55 Por Lúcio Mauro

Concórdia no caminhos dos JASC 2023 ou 2024. Será que é uma boa?

Concórdia no caminhos dos JASC 2023 ou 2024. Será que é uma boa?

Concórdia não desistiu e não desiste! A segunda maior cidade do Oeste Catarinense e primeira da AMAUC em população e desenvolvimento econômico vai se candidatar para sediar a edição de 2023 ou 2024 dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC). Será a terceira tentativa de Concórdia desde 1997, ano em que o município foi a capital do esporte amador do Estado por 15 dias. Os JASC 1997 deixaram uma importante marca e saudades para os concordienses e, depois disso, a administração pública municipal tentou emplacar a sede da competição em 2009, quando fomos preteridos por Chapecó, e agora em 2021, momento em que perdemos a disputa para Jaraguá do Sul.


Porém agora, Concórdia retoma o assunto perante à FESPORTE com muito mais know-how do que das vezes anteriores. Com uma infraestrutura esportiva bem montada e com dinheiro em caixa para a prefeitura realizar as melhorias e investimentos necessários, a cidade já prepara o relatório técnico que será entregue nas próximas semanas ao Governo do Estado e, principalmente, aos conselheiros do Conselho Estadual do Desporto, órgão a quem cabe a tomada de decisão. “O relatório técnico já está sendo elaborado. Mas sabemos que é uma decisão política também”, aponta o secretário municipal do Desporto e da Cultura, Alexandre Schneider.


A disputa promete ser acirrada. Como a cidade sede de 2022 já está oficialmente escolhida (Rio Do Sul), Videira e Florianópolis estão no páreo juntamente com Concórdia para 2023 e 2024. Videira reivindica a competição para 2023; entretanto, o anúncio oficial ainda não ocorreu. São três cidades pleiteando duas edições. Minha aposta particular é que 2023 vai para Florianópolis e 2024 vem para Concórdia! Acredito que estas serão as decisões tomadas mais à frente pelo Conselho Estadual do Desporto.


Sediar os Jogos Abertos de Santa Catarina só tem aspectos positivos, só traz retornos satisfatórios, para o município-sede. Seja pela ampla divulgação estadual, seja pela intensa movimentação de atletas na cidade escolhida, seja pela movimentação financeira no comércio que a competição proporciona. Em resumo, só há ganhos! Portanto, é muito raro se encontrar alguma opinião contrária a sediar a competição em razão do pacote ser excelente, por vários aspectos, e, especialmente, pela repercussão positiva que é gerada em todo o Estado. Para Concórdia, realizar os JASC em 2023 ou 2024 já é uma questão de merecimento, para coroar a ótima gestão do prefeito Rogério Pacheco e sua equipe de trabalho!