Momento Agro

07 out 19 | 17h33 Por Jocimar Soares

Volume de chuva da última semana ajudou, mas não resolveu o problema da escassez de água

Alguns mananciais ainda continuam com o volume baixo de água, apesar do volume de chuva ser maior que o mês passado.

Volume de chuva da última semana ajudou, mas não resolveu o problema da escassez de água
Imprimir

Os seis primeiros dias do mês de outubro registraram volume de chuva maior em comparação com o período de trinta dias dos meses de setembro e agosto. Pelo menos é o que aponta a Estação Agrometeorológica da Embrapa Suínos e Aves, situada no Distrito de Tamanduá. Desde o dia primeiro de outubro até o domingo, dia seis, caíram 86 milímetros de chuva na Capital do Trabalho. A quantidade foi registrada no dia três, com 60mm e no dia seis, com 26 milímetros.


Só para se ter uma ideia, no mês de setembro inteiro foram 48 milímetros. Em agosto, foram 40 milímetros. Ainda para efeitos de comparação, em julho foram 94 milímetros e junho, com 33 milímetros.


O volume registrado mexeu muito pouco no volume dos mananciais. A cisterna de algumas localidades foi abastecida, porém o transporte continuou para parte das propriedades rurais que já vinham recebendo cargas nos últimos dias, para consumo animal e humano.

07 out 19 | 17h33 Por Jocimar Soares

Volume de chuva da última semana ajudou, mas não resolveu o problema da escassez de água

Alguns mananciais ainda continuam com o volume baixo de água, apesar do volume de chuva ser maior que o mês passado.

Volume de chuva da última semana ajudou, mas não resolveu o problema da escassez de água

Os seis primeiros dias do mês de outubro registraram volume de chuva maior em comparação com o período de trinta dias dos meses de setembro e agosto. Pelo menos é o que aponta a Estação Agrometeorológica da Embrapa Suínos e Aves, situada no Distrito de Tamanduá. Desde o dia primeiro de outubro até o domingo, dia seis, caíram 86 milímetros de chuva na Capital do Trabalho. A quantidade foi registrada no dia três, com 60mm e no dia seis, com 26 milímetros.


Só para se ter uma ideia, no mês de setembro inteiro foram 48 milímetros. Em agosto, foram 40 milímetros. Ainda para efeitos de comparação, em julho foram 94 milímetros e junho, com 33 milímetros.


O volume registrado mexeu muito pouco no volume dos mananciais. A cisterna de algumas localidades foi abastecida, porém o transporte continuou para parte das propriedades rurais que já vinham recebendo cargas nos últimos dias, para consumo animal e humano.