Agronegócio

07 jul 22 | 9h09 Por Jocimar Soares

Vereadores aprovam Moção de Apelo ao setor leiteiro em Concórdia

Documento será enviado ao Governo do Estado. Setor enfrenta dificuldades por conta do alto custo de produção

Vereadores aprovam Moção de Apelo ao setor leiteiro em Concórdia
Imprimir

Os vereadores Closmar Zagonel (MDB), Anderson Guzzatto (PL), André Rizelo (PT), Fabiano Caitano (PSDB), Fábio Luis Ferri (PL), Fernando Busetto (PSDB), Ingrid Fiorentin (PT), Jaderson Miguel Prudente (PL), João Paraguaçu Cardoso (PSDB), Lenir Comin (PSDB), Margarete Poletto Dalla Costa (PT), Mauro Acir Fretta (PL) e Vilmar Comassetto (PDT), tiveram aprovada nesta semana em Plenário a Moção Nº 20/2022.


Segundo os vereadores, o encaminhamento da presente Moção de Apelo ao Governador do Estado, Carlos Moisés da Silva, ao Secretário de Agricultura e Pesca, Ricardo Miotto e os Deputados Estaduais de Santa Catarina, para que prestem auxílio aos produtores da bacia leiteira devido a atual crise na atividade. 


Conforme o vereadores, o atual cenário do preço do leite pago aos agricultores que vem sofrendo forte queda nos últimos meses vem causando grandes prejuízos. Além disso, algumas lavouras perderam 100% de sua produção devido à estiagem, não conseguindo o produtor fazer estoque de silagem para o período de inverno trazendo perdas e prejuízos econômicos.


Outro ponto, conforme os vereadores é que a base econômica de muitos agricultores e de pequenos municípios é oriunda da produção de leite e o custo de produção do leite é bastante elevado principalmente pelos altos valores do milho e da soja que são à base da alimentação do plantel. “Além do preço baixo e com os valores dos insumos aumentando significativamente nos últimos anos, motivo que deixa a atividade inviável, assim os produtores estão deixando o campo e desistindo da atividade leiteira, tendo como consequências o êxodo rural, desemprego e a diminuição do retorno de impostos ao município”. 


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Secom)

07 jul 22 | 9h09 Por Jocimar Soares

Vereadores aprovam Moção de Apelo ao setor leiteiro em Concórdia

Documento será enviado ao Governo do Estado. Setor enfrenta dificuldades por conta do alto custo de produção

Vereadores aprovam Moção de Apelo ao setor leiteiro em Concórdia

Os vereadores Closmar Zagonel (MDB), Anderson Guzzatto (PL), André Rizelo (PT), Fabiano Caitano (PSDB), Fábio Luis Ferri (PL), Fernando Busetto (PSDB), Ingrid Fiorentin (PT), Jaderson Miguel Prudente (PL), João Paraguaçu Cardoso (PSDB), Lenir Comin (PSDB), Margarete Poletto Dalla Costa (PT), Mauro Acir Fretta (PL) e Vilmar Comassetto (PDT), tiveram aprovada nesta semana em Plenário a Moção Nº 20/2022.


Segundo os vereadores, o encaminhamento da presente Moção de Apelo ao Governador do Estado, Carlos Moisés da Silva, ao Secretário de Agricultura e Pesca, Ricardo Miotto e os Deputados Estaduais de Santa Catarina, para que prestem auxílio aos produtores da bacia leiteira devido a atual crise na atividade. 


Conforme o vereadores, o atual cenário do preço do leite pago aos agricultores que vem sofrendo forte queda nos últimos meses vem causando grandes prejuízos. Além disso, algumas lavouras perderam 100% de sua produção devido à estiagem, não conseguindo o produtor fazer estoque de silagem para o período de inverno trazendo perdas e prejuízos econômicos.


Outro ponto, conforme os vereadores é que a base econômica de muitos agricultores e de pequenos municípios é oriunda da produção de leite e o custo de produção do leite é bastante elevado principalmente pelos altos valores do milho e da soja que são à base da alimentação do plantel. “Além do preço baixo e com os valores dos insumos aumentando significativamente nos últimos anos, motivo que deixa a atividade inviável, assim os produtores estão deixando o campo e desistindo da atividade leiteira, tendo como consequências o êxodo rural, desemprego e a diminuição do retorno de impostos ao município”. 


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Secom)