Momento Agro

05 ago 19 | 17h50 Por Jocimar Soares

Sanidade animal e destino de resíduos das granjas são destaques da Embrapa no Simpósio Brasil Sul

Evento acontece em Chapecó, a partir desta terça-feira, dia seis.

Sanidade animal e destino de resíduos das granjas são destaques da Embrapa no Simpósio Brasil Sul
Imprimir

Começa amanhã, dia seis, no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês em Chapecó-SC a 12º edição do Simpósio Brasil Sul de Suinocultura. A Embrapa Suínos e Aves, de Concórdia-SC, mais uma vez participa da programação científica e da feira tecnológica do evento.

 

Na quarta-feira, dia 7, a partir das 8 horas, a pesquisadora e chefe geral do centro de pesquisa, Janice Zanella, fará parte da mesa-redonda “Como estamos gerenciando o nosso patrimônio sanitário?”, ao lado de Thiago Freitas (BRF), Ricardo Nagae (JBS) e Alessandra de Lacerda Alves (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Às 14 horas, a analista Danielle Gava faz a palestra “Doenças exóticas e emergentes, entendendo o problema e preparando para o desafio” e, às 16h15, é a vez do pesquisador Everton Krabbe falar sobre “Destino de resíduos biológicos nas granjas de suínos. O recolhimento de animais é a alternativa mais viável?”.

 

Na quinta-feira, último dia do simpósio, o pesquisador Nelson Morés aborda “Como preparar os leitões para o sistema de produção com redução de antimicrobianos”.

 

A Embrapa também apresenta suas tecnologias na 11ª Brasil Sul Pig Fair, feira que acontece paralelamente ao simpósio. No estande da Unidade, que terá apoio do Cedisa (Centro de Diagnóstico de Sanidade Animal), o foco está nas orientações sobre biosseguridade em granjas e sistemas de tratamento de dejetos de suínos, abordando especialmente o Sistrates. Ainda, os visitantes serão informados sobre as genéticas disponíveis, controle de salmonela, bem-estar animal e uso da água na suinocultura e Projeto Tec-Dam (tecnologias para destinação de animais mortos nas granjas).

 

O Simpósio Brasil Sul de Suinocultura é promovido pelo Nucleovet (Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas), e tem a Embrapa como um dos apoiadores. A expectativa dos organizadores é reunir mais de 1,5 mil profissionais de toda a América Latina.


(Fonte: Lucas Scherer Cardoso/Embrapa)


05 ago 19 | 17h50 Por Jocimar Soares

Sanidade animal e destino de resíduos das granjas são destaques da Embrapa no Simpósio Brasil Sul

Evento acontece em Chapecó, a partir desta terça-feira, dia seis.

Sanidade animal e destino de resíduos das granjas são destaques da Embrapa no Simpósio Brasil Sul

Começa amanhã, dia seis, no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês em Chapecó-SC a 12º edição do Simpósio Brasil Sul de Suinocultura. A Embrapa Suínos e Aves, de Concórdia-SC, mais uma vez participa da programação científica e da feira tecnológica do evento.

 

Na quarta-feira, dia 7, a partir das 8 horas, a pesquisadora e chefe geral do centro de pesquisa, Janice Zanella, fará parte da mesa-redonda “Como estamos gerenciando o nosso patrimônio sanitário?”, ao lado de Thiago Freitas (BRF), Ricardo Nagae (JBS) e Alessandra de Lacerda Alves (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Às 14 horas, a analista Danielle Gava faz a palestra “Doenças exóticas e emergentes, entendendo o problema e preparando para o desafio” e, às 16h15, é a vez do pesquisador Everton Krabbe falar sobre “Destino de resíduos biológicos nas granjas de suínos. O recolhimento de animais é a alternativa mais viável?”.

 

Na quinta-feira, último dia do simpósio, o pesquisador Nelson Morés aborda “Como preparar os leitões para o sistema de produção com redução de antimicrobianos”.

 

A Embrapa também apresenta suas tecnologias na 11ª Brasil Sul Pig Fair, feira que acontece paralelamente ao simpósio. No estande da Unidade, que terá apoio do Cedisa (Centro de Diagnóstico de Sanidade Animal), o foco está nas orientações sobre biosseguridade em granjas e sistemas de tratamento de dejetos de suínos, abordando especialmente o Sistrates. Ainda, os visitantes serão informados sobre as genéticas disponíveis, controle de salmonela, bem-estar animal e uso da água na suinocultura e Projeto Tec-Dam (tecnologias para destinação de animais mortos nas granjas).

 

O Simpósio Brasil Sul de Suinocultura é promovido pelo Nucleovet (Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas), e tem a Embrapa como um dos apoiadores. A expectativa dos organizadores é reunir mais de 1,5 mil profissionais de toda a América Latina.


(Fonte: Lucas Scherer Cardoso/Embrapa)