Agronegócio

26 jan 21 | 10h16 Por Jocimar Soares

Movimento Econômico Agropecuário poderá superar R$ 1 bilhão pela primeira vez em Concórdia

Produtores têm até o final de Fevereiro para fazer o acertos das notas emitidas

Movimento Econômico Agropecuário poderá superar R$ 1 bilhão pela primeira vez em Concórdia
Imprimir

O movimento econômico gerado pelos produtores rurais de Concórdia está prestes a romper a barreira de R$ 1 bilhão pela primeira vez na história do município. Os números se referem ao ano base 2020 e até a última sexta-feira (22) o volume de notas emitidas representava R$ 933 milhões. Um incremento de 41% em relação ao ano de 2017, quando a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Agropecuário iniciou o trabalho de conscientização dos produtores sobre a importância da emissão da Nota Fiscal sobre os produtos comercializados. Naquele ano, o movimento representava R$ 708 milhões.


Segundo o secretário Mauro Martini, o município possui quase cinco mil produtores, sendo que no ano passado foram inscritos 134 novos na atividade. Até o final do mês de fevereiro os produtores devem comparecer na Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário para efetivar o acerto das notas emitidas, o que deve elevar o percentual de participação no movimento econômico.


Martini explica que um dos desafios da secretaria é fazer com que os agricultores utilizem a Nota Fiscal Eletrônica, evitando que necessitem se deslocar para a cidade. "Em 2016 apenas sete agricultores utilizavam este serviço. Atualmente são 165, o que representa três por cento dos produtores de Concórdia", observa o secretário. A secretaria pretende realizar uma campanha neste ano para aumentar este percentual.


Nos últimos quatros anos, a prefeitura de Concórdia incrementou os programas existentes, realizou melhorias de infraestrutura nas propriedades, nas estradas gerais e iniciou o programa de asfaltamento rural, que terá continuidade nesta gestão.


(Fonte: Lana Correa Pinheiro/Secom)

26 jan 21 | 10h16 Por Jocimar Soares

Movimento Econômico Agropecuário poderá superar R$ 1 bilhão pela primeira vez em Concórdia

Produtores têm até o final de Fevereiro para fazer o acertos das notas emitidas

Movimento Econômico Agropecuário poderá superar R$ 1 bilhão pela primeira vez em Concórdia

O movimento econômico gerado pelos produtores rurais de Concórdia está prestes a romper a barreira de R$ 1 bilhão pela primeira vez na história do município. Os números se referem ao ano base 2020 e até a última sexta-feira (22) o volume de notas emitidas representava R$ 933 milhões. Um incremento de 41% em relação ao ano de 2017, quando a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Agropecuário iniciou o trabalho de conscientização dos produtores sobre a importância da emissão da Nota Fiscal sobre os produtos comercializados. Naquele ano, o movimento representava R$ 708 milhões.


Segundo o secretário Mauro Martini, o município possui quase cinco mil produtores, sendo que no ano passado foram inscritos 134 novos na atividade. Até o final do mês de fevereiro os produtores devem comparecer na Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário para efetivar o acerto das notas emitidas, o que deve elevar o percentual de participação no movimento econômico.


Martini explica que um dos desafios da secretaria é fazer com que os agricultores utilizem a Nota Fiscal Eletrônica, evitando que necessitem se deslocar para a cidade. "Em 2016 apenas sete agricultores utilizavam este serviço. Atualmente são 165, o que representa três por cento dos produtores de Concórdia", observa o secretário. A secretaria pretende realizar uma campanha neste ano para aumentar este percentual.


Nos últimos quatros anos, a prefeitura de Concórdia incrementou os programas existentes, realizou melhorias de infraestrutura nas propriedades, nas estradas gerais e iniciou o programa de asfaltamento rural, que terá continuidade nesta gestão.


(Fonte: Lana Correa Pinheiro/Secom)