Agronegócio

17 ago 21 | 9h36 Por André Krüger

Mais de 15 mil declarações do ITR são esperadas na região de Concórdia

Prazo para declaração do ITR vai até o dia 30 de setembro desse ano

Mais de 15 mil declarações do ITR são esperadas na região de Concórdia
Imprimir

Conforme a Agência Regional da Receita Federal de Concórdia, 15.736 declarações do Imposto Territorial Rural, ITR, devem ser entregues até o dia 30 de setembro. O prazo para regularização foi aberta nesta semana.


Conforme a Receita Federal, devem entregar toda pessoa física ou jurídica, proprietário ou possuidor de qualquer título de imóvel rural, inclusive usufrutuária. Aquele que, mesmo não tendo o título público de proprietário, mas mantém a posse do imóvel deve apresentar a Declaração de ITR anual.


Para quem não entregar dentro do prazo, a multa é de 1% ao mês-calendário ou fração, calculado sobre o valor do imposto devido, sendo que o valor mínimo não será inferior a R$ 50,00.


O objetivo do ITR é fazer cumprir a função social da terra, com o aproveitamento racional e adequado dos recursos naturais disponíveis e a preservação do meio ambiente. Na declaração, devem constar a utilização do imóvel durante o ano de 2020, declaração de área utilizada na produção, áreas de interesse ambiental, reserva legal, preservação permanente, áreas com florestas nativas e outras.


Na região, são esperadas 15.736 Declarações do ITR:


Concórdia: 4.827

Arabutã: 1.055

Peritiba: 565

Ipira: 1.008

Presidente Castello Branco: 401

Piratuba: 896

Lindóia do Sul: 1.030

Irani: 1.104

Ipumirim: 1.474

Seara: 1.852

Itá: 975

Alto Bela Vista: 549

17 ago 21 | 9h36 Por André Krüger

Mais de 15 mil declarações do ITR são esperadas na região de Concórdia

Prazo para declaração do ITR vai até o dia 30 de setembro desse ano

Mais de 15 mil declarações do ITR são esperadas na região de Concórdia

Conforme a Agência Regional da Receita Federal de Concórdia, 15.736 declarações do Imposto Territorial Rural, ITR, devem ser entregues até o dia 30 de setembro. O prazo para regularização foi aberta nesta semana.


Conforme a Receita Federal, devem entregar toda pessoa física ou jurídica, proprietário ou possuidor de qualquer título de imóvel rural, inclusive usufrutuária. Aquele que, mesmo não tendo o título público de proprietário, mas mantém a posse do imóvel deve apresentar a Declaração de ITR anual.


Para quem não entregar dentro do prazo, a multa é de 1% ao mês-calendário ou fração, calculado sobre o valor do imposto devido, sendo que o valor mínimo não será inferior a R$ 50,00.


O objetivo do ITR é fazer cumprir a função social da terra, com o aproveitamento racional e adequado dos recursos naturais disponíveis e a preservação do meio ambiente. Na declaração, devem constar a utilização do imóvel durante o ano de 2020, declaração de área utilizada na produção, áreas de interesse ambiental, reserva legal, preservação permanente, áreas com florestas nativas e outras.


Na região, são esperadas 15.736 Declarações do ITR:


Concórdia: 4.827

Arabutã: 1.055

Peritiba: 565

Ipira: 1.008

Presidente Castello Branco: 401

Piratuba: 896

Lindóia do Sul: 1.030

Irani: 1.104

Ipumirim: 1.474

Seara: 1.852

Itá: 975

Alto Bela Vista: 549